TCE-PB vê sobrepreço em cachê de Xand Avião e suspende contrato para show em São Bento

(Foto: Emanuel Tadeu/Medow Promo)

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) suspendeu, no dia 18 de fevereiro, o contrato realizado pela Prefeitura de São Bento com a banda Xand Avião, que está marcado para acontecer em setembro deste ano. A gestão do prefeito Jarques Lúcio firmou contrato de R$ 250 mil para um show de duas horas.

A medida cautelar foi concedida após auditoria feita pelo Departamento de Acompanhamento da Gestão Municipal do TCE-PB. Dentre os problemas verificados na auditoria, foi ressaltado o preço acima do mercado, além do pagamento antecipado sem garantias de reembolso em caso de cancelamento do show.

A auditoria comparou preços pagos por prefeituras paraibanas em contratos com a mesma empresa, responsável por produzir o show de Xand Avião, no ano de 2019, chegando à conclusão de que a Prefeitura de São Bento pagou valor acima do mercado. A Prefeitura de Princesa Isabel, por exemplo, pagou R$ 170 mil e a Prefeitura de Boqueirão desembolsou R$ 210 mil. A média de preço para contratação da banda, portanto, é de R$ 186.666,67, de acordo com relatório do TCE-PB.

Confira o documento obtido pelo ClickPB:

Comente