‘Tarado de Tibiri’: DNA confirma estupro de 12 vítimas, diz polícia

(Foto: Reprodução)

Exames de DNA comprovaram que José César Andrade Silva, o homem conhecido como o “Tarado de Tibiri” estuprou 12 mulheres. A informação foi divulgada pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (24), que afirmou que cada crime será julgado separadamente.

O acusado foi preso no dia 04 de abril, na cidade de Canguaretama, no Rio Grande do Norte, sob suspeita de envolvimento em casos de estupro e agressões sexuais na Região Metropolitana de João Pessoa.

O suspeito estava sendo procurado pelas autoridades policiais da Paraíba após uma série de denúncias de estupros na área de Tibiri, em Santa Rita. Além disso, ele é acusado de agredir uma vítima em Mamanguape, no Litoral Norte paraibano.

Durante a abordagem policial, o homem resistiu à prisão e tentou fugir, mas foi atingido por um tiro na perna. A operação de detenção foi realizada pelo delegado João Paulo Amazonas, chefe da Polícia Civil de Bayeux, com a colaboração de outras delegacias da região.

A investigação contra o suspeito está sendo conduzida pela Delegacia da Mulher em Santa Rita, cuja titular é a delegada Amim Oliveira. O criminoso enfrenta acusações de pelo menos nove estupros, além de roubos. O suspeito permanece internado no Hospital de Trauma de João Pessoa.