Suplente de vereador declara “desobediência civil” e vai correr na praia contrariando decreto, em JP

'Quase parlamentar', que tem viés bolsonarista, desafiou os decretos do Governo do Estado e da Prefeitura de João Pessoa

Carlão da Consolação (Democracia Cristã), suplente de vereador de João Pessoa, declarou “desobediência civil” e foi realizar uma corrida em uma praia da Capital na manhã deste domingo (17). O ‘quase parlamentar’, que tem viés bolsonarista, desafiou os decretos do Governo do Estado e da Prefeitura de João Pessoa – este último que ‘fecha’ a orla -, que tem intuito de conter a proliferação do novo coronavírus no território paraibano.

+ Bolsonaristas pedem isolamento vertical na PB e contrariam decreto fazendo carreata

“Ninguém vai tirar o meu direito de correr na praia, fazer minha higiene mental e de me manifestar contra o que está acontecendo na cidade de João Pessoa”, afirmou Carlão.

Para ele, o prefeito Luciano Cartaxo (PV) e o governador João Azevêdo (Cidadania) não têm o direito de impedir o direito de ir e vir dos paraibanos e pessoenses.

+ Paraíba registra 324 casos em 24 horas e passa de 4 mil infectados por coronavírus

“Está na hora de dizer para esse pessoal que ninguém tem direito de dizer para as pessoas ficarem em casa quando está faltando comida, alimento, sustento para a sua família”, disse o suplente. “Cuide da vida de vocês, o que vocês estão fazendo é errado”, completou, em recado direto para João e Cartaxo.

Assista

View this post on Instagram

Aqui me alongando para cumprir a primeira desobediência civil do dia: CORRER NA PRAIA! Depois entrar na casa que comprei, junto com minha esposa, tomar banho, colocar a camisa verde e amarela, entrar no carro, colocar a gasolina (pagos por mim)… e ir lá no Busto de Tamandaré cumprir a segunda desobediência civil do dia: SAIR NAS RUAS! O governador JA e o prefeito LC estão colocando homens e mulheres de bem em uma atmosfera de criminalidade e ilicitudes para impedi-los de sair às ruas e sustentar suas famílias. Impedindo que eles possam denunciar abusos e crimes por eles cometidos. Os idosos e os que possuem comorbidades fiquem em casa e se previnam. Os que não precisam trabalhar fiquem em casa os que precisam trabalhar que lutem. Já deu!

A post shared by Carlão Pelo Bem (@carlaopelobem) on