Publicidade
Política

Sob gritos de ‘covardes’, auxiliares da PMJP abandonam audiência pública

Audiência tratava da ordem de despejo de famílias no Porto do Capim

Aos gritos de covarde, os secretários da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) abandonaram a audiência pública da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) que tratava do imbróglio referente ao despejos de famílias do Porto do Capim.

- Continua depois da publicidade -

+ Respeite a comunidade Porto do Capim, prefeito Luciano Cartaxo!

+ “Iremos resistir”, afirma líder comunitária do Porto do Capim

+ Estudo da UFPB desmonta tese da PMJP sobre despejo no Porto do Capim

O presidente da sessão, Tibério Limeira (PSB), disse que a PMJP estava tentando sabotar a audiência até antes do início, com “manobras” para atrasar a realização da mesma.

“Isso que vocês viram hoje, essas manobras antes da sessão, atrasando o início da audiência em mais de uma hora, é a realidade que se vive todos os dias. Confesso que temos uma boa relação entre a bancada de oposição e situação, mas tem horas que dá vergonha participar de algumas atitudes aqui no plenário”, afirmou.

Entenda

Estava definido que a audiência seria conduzida com a fala de um componente da mesa e posteriormente alguém da sociedade civil. O primeiro a falar foi o líder do governo, Milanez Neto (PTB). Em seguida, Tárcio Teixeira falou representando a sociedade.

Na hora em que a secretária de Planejamento, Daniella Bandeira, iria falar, o secretário de Desenvolvimento Urbano, Zennedy Bezerra, teria solicitado que os auxiliares deixassem a audiência. Estavam na ocasião ainda Joubert Fonseca e Sachenka da Hora, que acompanharam a decisão.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar