Shoppings, lojas, praias e praças reabrem em João Pessoa a partir da próxima segunda

Bares e academias continuam fechados em João Pessoa e só deverão reabrir na quarta etapa do plano de flexibilização

João Pessoa entrou em sua terceira fase do plano de flexibilização durante das medidas de distanciamento social, para conter a disseminação do novo coronavírus. O Luciano Cartaxo anunciou, durante uma live nesta sexta-feira (10), com será o cronograma para a reabertura dos shoppings, lojas, praças e praia na Capital.

+Manaíra e Mangabeira Shopping fazem testes para Covid-19 em funcionários

O comércio irá funcionar das 9h00 às 15h00, compreendendo também os shoppings populares e centros comerciais. Os shoppings da Capital irão abrir as portas das 12h00 às 20h. Os estabelecimentos deverão atender apenas pessoas com máscaras, respeitando a limitação de uma pessoa a cada 10m² e disponibilizando álcool gel nos estabelecimentos e os shoppings deverão realizar a medição de temperatura dos clientes.

As praças de alimentação continuam  fechadas e funcionando apenas com delivery ou drive thru, assim como as áreas de lazer, como os cinemas e as academias.

+Covid-19: bares, restaurantes e parques vão reabrir em Campina Grande; veja datas

A orla de João Pessoa irá ser liberada para caminhadas das 5h00 às 8h00 da manhã e no final da tarde as calçadas estarão livres para a prática das atividades físicas. A beira mar continua interditada.

As praças também serão reabertas, mas apenas para a prática de atividades físicas individuais, evitando aglomerações e continua nãos sendo permitido o uso de bancos e equipamentos de ginástica ou de recreação, como playgrounds, pois suas superfícies consistem em meio de transmissão do coronavírus. Para evitar a possibilidade de aglomerações, os parques da Lagoa e Bica permanecerão fechados

Os profissionais de educação física, poderão voltar as atividades em espaços públicos abertos, mantendo o distanciamento.

Os jogos do Campeonato Paraibano também irão retornar, porém se a presença das torcidas. Quanto as feiras livres, o prefeito Luciano Cartaxo explicou que estão sendo aguardadas as definições de protocolos para a reabertura.

As medidas fazem parte do plano de flexibilização pensado pela equipe técnica Da prefeitura para ser implementado em quatro fases. Esta é a terceira. As revisões ocorrem a cada 15 dias. A atividade econômica, com excessão dos setores essenciais, está paralisada desde o fim de março, por causa da escalada das contaminações pelo novo Coronavírus.

Portaria – A portaria da Secretaria Municipal de Saúde (nº 26/06/2020) que dispõe sobre as medidas a serem adotadas nas atividades de escritórios de profissionais liberais também passará a ser adotada nesta segunda, nos escritórios de profissionais de eventos, de autoescolas, e de secretarias e tesourarias de escolas e universidades privadas. As aulas presenciais nas autoescolas seguem suspensas, devendo seguir com ensino remoto das aulas teóricas. Missas, cultos e demais cerimônias religiosas, seguem liberadas com 30% da capacidade das igrejas, mantendo os critérios da primeira fase.

Já no próximo dia 20, a Secretaria da Receita Municipal (Serem) retomará o atendimento presencial, com agendamento prévio e com a adoção de protocolos de distanciamento. Para o retorno das feiras livres, a Prefeitura já iniciou o diálogo com feirantes, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) para a definição dos protocolos e da data da retomada. Para todos os segmentos, devem ser observadas todas as demais exigências estabelecidas em normas complementares da Secretaria Municipal de Saúde, que serão disponibilizadas no portal da Prefeitura. A gestão municipal seguirá realizando fiscalização para conferir cumprimento às normas do decreto, feitas pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob), Guarda Municipal e Vigilância Sanitária.

Brigada Sanitária – A partir desta segunda-feira (13), a PMJP também dá início à Brigada Sanitária, ação educativa, de diagnóstico, busca ativa e também de tratamento sobre a covid-19, síndromes gripais, dengue, zica e chikungunya. A ação terá a participação de aproximadamente 80 profissionais como agentes de endemias, agentes comunitários de Saúde, profissionais da Atenção Básica, Vigilância Ambiental e Zoonoses. Eles estarão divididos em 40 equipes que visitarão as residências, porta a porta, para aplicar questionários e verificar a situação de saúde das pessoas. Casos suspeitos de covid-19 serão encaminhados à USF de referência da região para testagem e focos de Aedes aegypti serão combatidos com larvicidas. A ação terá início em Mangabeira.

 

 

Comente