Servidores da Saúde de JP paralisam atividades por 12 horas e denunciam descaso de Cartaxo

Os profissionais de Saúde da rede municipal de João Pessoa irão paralisar suas atividades por 12 horas nesta quarta-feira (7). Eles irão ocupar a Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), durante o período, para cobrar reajuste salarial e o cumprimento do PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração).

Os profissionais de Saúde que trabalham para a Prefeitura de João Pessoa estão cansados de esperar por um reajuste salarial, já que estão há quase 5 anos sem reajuste. Eles decidiram paralisar suas atividades no dia 7 de agosto por 12 horas e participar de um ato político na Câmara de Vereadores para denunciar o descaso que o gestor municipal vem tratando a categoria da Saúde”, explicou o secretário-geral do Sindicato dos Médicos de João Pessoa (Simed-JP), Tarcísio Campos.

De acordo com o sindicalista, a gestão Cartaxo não cumpre o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR), cuja a tabela estaria desatualizada e prejudicando a progressão dos servidores. Tarcísio denunciou ainda condições de trabalho precárias para os trabalhadores.

“Aliado à falta de uma política de reajuste, tem o não cumprimento do PCCR, que está desatualizado e prejudica a progressão dos servidores. Sem mencionar as condições de trabalho que estão muito ruins. Esperamos que a partir de agora o prefeito atenda as categorias e que possamos evoluir nas negociações de cada profissão.
Esperamos também que os vereadores entendam que os funcionários da Saúde, que são mais de 10 mil, merecem o apoio nesse momento difícil. Nosso respeito à população e pedimos compreensão pelo momento. Todos esforços já foram feitos sem sucesso nas negociações e estamos há quase cinco anos sem sermos atendidos pela gestão nas nossas principais reivindicações”, concluiu.

No período de paralisação, apenas os serviços de urgência e emergência não serão paralisados.

Comente