Servidores “acampam” na Secretaria de Saúde de JP e acendem vela durante protesto

Uma luta que aparentemente não terá um fim próximo. Esse parece ser o cenário dos agentes de endemias de João Pessoa, com Prefeitura e a Secretaria de Saúde do Município. Em mais um protesto e tentativa de dialogar com o secretário de Saúde, Adalberto Fulgêncio, nesta terça-feira (03), vários servidores estiveram na sede da Secretaria de Saúde, no final desta manhã, mas ninguém foi recebido.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde, Endemias e Vigilância Ambiental (Sindasvam), Célia Alves, a busca pelos direitos e do cumprimento da palavra dada pela gestão está sendo cobrada, mas não há diálogo.

Publicidade
ALPB

“Acendemos um maço de vela para ver se o espírito do prefeito e do secretário se iluminem e honrem a palavra deles com a gente. Quero que João Pessoa seja bem tratada que está matando os agentes de fome. Buscamos um salário justo para estes trabalhadores. Todo mundo está sem honrar a palavra. Nós só queremos o nosso direito”, comentou Célia.

De acordo com os trabalhadores, o prédio só será desocupado quando a categoria for atendida pelo secretário.

Vários protestos foram realizados em 2018 e as promessas foram feitas, mas não foram cumpridas, de acordo com os servidores.

Na pauta das principais reivindicações estão:

Reposição salarial, pois há, segundo eles defasagem salarial de mais de cinco anos;

Volta da gratificação que foi retirada mesmo constando em lei;

Equipamentos de Proteção Individual (EPI), como proteção solar e fardamento.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]