Publicidade

Senadora nega que Comissão tenha proposto adiar reajuste do salário mínimo

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) não propôs, em nenhum momento, o adiamento do reajuste do salário mínimo de janeiro para junho de 2016, afirmou hoje (25) a senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), que preside o colegiado.

- Continua depois da publicidade -

Segundo a senadora, apenas um líder partidário cogitou a hipótese, que foi rejeitada pelos demais integrantes da comissão.

“Essa proposta não saiu da CMO. Evidentemente, cada um fala o que pensa neste momento. Na CMO, suscitaram-se várias hipóteses. Uma pessoa apenas falou em voltar a data-base [do salário mínimo] para o meio do ano, mas isso não teve grande aceitação na própria comissão. Foi um líder partidário que falou na reunião”, disse a senadora.

Por cerca de duas horas no início da tarde, Rose de Freitas e alguns parlamentares da CMO reuniram-se com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Ela negou que a mudança na data de reajuste do salário mínimo tenha sido abordada no encontro. “Não tratamos disso hoje”, assegurou.

De acordo com a senadora, o encontro teve como objetivo discutir a votação do relatório de receitas do Orçamento de 2016. Os parlamentares discutiram com o ministro alternativas para ajustar as estimativas à nova realidade, que leva em conta a repartição do montante referente à repatriação de recursos com estados e municípios e a entrada do dinheiro dos leilões das usinas hidrelétricas no caixa do governo apenas no próximo ano.

A votação do relatório de receitas estava prevista para esta manhã, mas foi adiada para quinta-feira (25) às 10h30, por causa da prisão do senador Delcídio Amaral (PT-MS). As informações são da Agência Brasil.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar