Seminarista é investigado pela polícia por suspeita de pedofilia na internet, em João Pessoa

Mandado de busca e apreensão foi emitido pela Justiça do Rio Grande do Sul e executado por agentes da Paraíba

Nesta quarta-feira (06), um seminarista do Seminário Arquidiocesano de João Pessoa tornou-se alvo de uma operação deflagrada pela Polícia Civil, com o objetivo de apurar suspeitas de envolvimento em crimes de pedofilia na internet. O mandado de busca e apreensão foi emitido pela Justiça do Rio Grande do Sul e executado por agentes da Paraíba.

A investigação aponta que o seminarista é suspeito de utilizar um computador nas dependências do Seminário, localizado no bairro Castelo Branco, para acessar e armazenar conteúdo de pornografia infantil, configurando assim o crime de pedofilia.

Em apoio às autoridades policiais do Rio Grande do Sul, a Polícia Civil da Paraíba realizou o cumprimento do mandado de busca e apreensão de dispositivos eletrônicos nas instalações do Seminário Arquidiocesano da Paraíba Imaculada Conceição.

De acordo com informações da polícia, o seminarista não foi detido, uma vez que não houve flagrante delito. A Arquidiocese da Paraíba declarou que está acompanhando a operação e em breve se manifestará sobre a investigação em curso.