Publicidade
Política

Secretários argumentam que tratavam de “conjecturas e análises genéricas” em áudio

Em nota conjunta, os secretários da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), Adalberto Fulgêncio e Diego Tavares, explicaram que os áudios divulgados com exclusividade pelo Paraíba Já, que indicam a operacionalização de Caixa 2 na campanha eleitoral do ano passado, não revelavam nada além de “conjecturas e análises genéricas” sobre a campanha e que não havia nada de irregular.

- Continua depois da publicidade -

NOTA

Os secretários municipais Adalberto Fulgêncio e Diego Tavares, Saúde e Desenvolvimento Social, respectivamente, a respeito de gravação de uma conversa entre ambos, divulgada por um portal de notícias da Capital, esclarecem o seguinte:

– o diálogo, segundo a própria notícia divulgada, teria ocorrido no início de março de 2018, soando estranho o fato de que somente agora, quase um ano depois, a gravação tenha sido divulgada;

– a conversa, na verdade, se trata apenas de conjecturas e análises genéricas sobre como ocorreria à futura campanha, além de preocupações a cautelas a serem observadas, não contendo nada que indique ação irregular.

João Pessoa (PB), 11 de fevereiro de 2019.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar