Secretário diz que estabelecimentos abertos serão multados e reprova banhistas nas praias de JP

Polícia Militar, Civil e Bombeiros da Paraíba estão realizando a Operação Alerta neste sábado (21), para conscientizar a população sobre o isolamento domiciliar, além de fiscalizarem estabelecimentos comerciais que estejam desrespeitando o decreto publicado pelo Governo do Estado, que ordena o fechamento desses tipos de comércios.

Conforme o secretário de Segurança Pública, Jean Nunes, as ações estão sendo feitas em todo o estado, e o intuito é de prevenção. Ele também ressaltou a fiscalização de estabelecimentos, quem for flagrado com bares, restaurantes e outros locais proibidos em funcionamento responderá por crime.

+ Forças Militares da PB intensificam recomendações para população cumprir isolamento social

“Iniciamos a Operação Alerta orientando com relação as recomendações das autoridades de saúde e vigilância sanitária, no sentido das pessoas permanecerem em suas residências. Esta ação está sendo feita no estado inteiro, começamos ontem em João Pessoa, Campina Grande e Patos com mais intensidade. Com o decreto, também estamos fiscalizando estabelecimentos em que há proibição de fechamento temporário”, afirmou Jean Nunes ao Paraíba Já.

Mesmo com o decreto do Governo e as recomendações das autoridades de saúde para o isolamento domiciliar (quarentena voluntária), algumas pessoas ainda são vistas na praia. Jean informou que ainda não medida compulsória que evite isso, portanto não há multa ou outra medida punitiva, mas ele ressalta o equívoco.

“Essas pessoas que estão na praia, efetivamente não há proibição delas estarem lá. Não tem o fechamento da praia. Mas a recomendação é que se desloquem aos seus locais. O que não pode são bares e restaurantes funcionando, se estiverem funcionando, em desrespeito ao decreto e as normas de vigilância sanitária, certamente serão conduzidas, o ambiente serão fechado e responderão aos crimes perante a lei”, disse o secretário.

+ Governo da Paraíba decreta estado de calamidade pública devido ao coronavírus

Operação continua por toda quarentena

De acordo com o secretário, a operação será contínua e diária. A Secretaria de Segurança vai estar atento as novas normas de vigilância sanitária e novos decretos.

“É uma operação que vai acontecer enquanto perdurar essa situação de emergência que estamos vivendo. Esse é um trabalho humanitário que as polícias fazem, e não deixam de lado sua ação de combate ao crime. Mas fazem essa conscientização e esse trabalho mais humanizado, porque precisamos nos unir”, finalizou Jean Nunes.

Assista vídeo da Operação Alerta

Comente