Publicidade
Cotidiano

Saúde de JP quebra silêncio e nega negligência em morte de criança

A Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa (SMS-JP) quebrou o silêncio e se posicionou sobre as denúncias de negligência feitas pelas ex-diretoras da unidade hospitalar. Após a morte de uma criança, as ex-funcionárias entregaram os cargos alegando falta de equipe.

- Continua depois da publicidade -

Segundo a SMS-JP, a morte da criança não teve relação com a precariedade no atendimento, contradizendo as diretoras de administração e técnica do hospital, Carmem Gadelha e Silvana Branco.

“A criança passou por complicações pulmonares e não respondeu ao tratamento, mas foi prestada toda a assistência pela equipe do hospital e foram realizados todos os procedimentos médicos indicados”, destacou trecho de nota enviada à imprensa.

A falta de médicos no local foi confirmada pelo Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), durante fiscalização realizada nessa quarta-feira (13). De acordo com a entidade, em alguns dias apenas um ou dois médicos estão no plantão do hospital que atende cerca de 200 crianças por dia na emergência e em torno de 60 no ambulatório.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar