Rússia lança mais de 20 mísseis em direção a Kiev e Chernihiv

Guerra se agrava e enviados do SBT e da Band deixam capital da Ucrânia

A Rússia lançou mais de 20 mísseis contra Chernihiv e Kiev, na Ucrânia, nesta quinta-feira (28), em uma nova ofensiva na região norte do país.

O bombardeio foi lançado de Belarus, que faz fronteira com a Ucrânia pelo norte.

O governador de Kiev, Oleksiy Kuleba, afirmou que um “objeto de infraestrutura” não especificado foi atingido no distrito de Vyshhorod, ao norte da capital. Não há registro de vítimas.

O norte da Ucrânia e Kiev, além das cidades nos arredores da capital ucraniana, haviam conseguido resistir a um intenso avanço inicial da Rússia no início da guerra. Após meses focando seus ataques na região leste do país, Moscou começa a mudar seu foco para outras áreas.

Esta semana, tropas russas atacaram infraestruturas portuárias no sul da Ucrânia.

Ao todo, a Rússia lançou mísseis nesta quinta-feira (28) em cinco diferentes áreas da Ucrânia: Kharkiv, Mykolayiv e pontos da região de Donetsk. O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, condenou o bombardeio, que ocorreu no Dia do Estado da Ucrânia.

Ataque russo atinge áreas próximas a Kiev, capital da Ucrânia, em 28 de julho de 2022. — Foto: General Andri Nebytov/Telegram

Ataque russo atinge áreas próximas a Kiev, capital da Ucrânia, em 28 de julho de 2022. — Foto: General Andri Nebytov/Telegram

“Uma manhã inquieta. Terror de foguete novamente. Nós não desistiremos. Não seremos intimidados. A Ucrânia é um estado independente, livre e indivisível. E sempre será assim”, escreveu Zelensky nas redes sociais.

Contra-ataque

Enquanto isso, autoridades ucranianas anunciaram uma contra-ofensiva para retomar a região ocupada de Kherson, no sul do país, território tomado pelas forças do presidente russo, Vladimir Putin, no início da guerra.

Do g1.