Romarinho é condenado a 42 anos de prisão por explosão de banco em CG

42 anos de prisão. Essa é a sentença a qual foi condenado Romário Gomes Silveira, conhecido como Romarinho, líder do grupo criminoso que roubou a agência da Caixa Econômica Federal do Partage Shopping, em Campina Grande. Além da reclusão, ele também vai pagar 1.686 dias-multa.

A sentença foi proferida na terça-feira (6), pela 4ª Vara da Justiça Federal, em ação ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF). O roubo aconteceu em 17 de janeiro de 2018, e foram roubados R$ 419,9 mil dos terminais de autoatendimento da Caixa, além de cerca de 24 relógios de uma das lojas do shopping.

Romarinho foi julgado em separado dos demais integrantes da organização criminosa, já que estava foragido do sistema penitenciário quando teve início o julgamento do processo principal. Ele e mais sete envolvidos nas explosões e roubo dos terminais de autoatendimento da Caixa Econômica no shopping são réus.

Fuga do PB1

De acordo com a sentença, no momento do resgate, que aconteceu em setembro do ano passado, constatou-se que “os comparsas do denunciado foram diretamente à sua cela, que estava sendo sinalizada por um celular, e ao libertá-lo, imediatamente entregaram-lhe um fuzil, passando ele a comandar toda a operação [de fuga]”.

No dia 14 de junho deste ano, Romarinho foi capturado em um shopping de Fortaleza, capital cearense, em uma ação conjunta da Polícia Federal e das polícias militares da Paraíba e do Ceará.

Comente