- Publicidade -
Cotidiano

Rolou em 2017: oposição ao Governo da PB tentou impedir fim do racionamento em CG

Faltando menos de um dia para o fim de 2017, o Portal Paraíba Já prossegue com a série retrospectiva de notícias que impactaram o Estado e o Brasil no ano.

- Continua depois da publicidade -

Desta vez, relembramos o imbróglio judicial envolvendo o fim do racionamento em Campina Grande. Após o respaldo técnicos das agências competentes, o Estado resolveu findar com o racionamento em CG e 18 municípios próximos.

Porém, lideranças políticas de Campina Grande e setores da Oposição e do Judiciário não queriam o fim do racionamento com a maior brevidade possível. Foram várias decisões e recursos para que, enfim, a população das 19 cidades pudessem ter o serviço de abastecimento de água sem restrições.

Relembre:

O Governo do Estado da Paraíba recorrerá da decisão do juiz da 4ª Vara Federal – PB, que, atendendo a um pedido do Ministério Público Federal, determinou a volta do racionamento de água para Campina Grande e de 18 localidades abastecidas pelo Açude Epitácio Pessoa, atingindo aproximadamente 700 mil pessoas.

A decisão judicial não se justifica, fere o princípio da dignidade humana, além de não indicar ao Governo da Paraíba qualquer definição quanto ao volume de água que precisa alcançar o reservatório para se por fim ao racionamento.

O fim do racionamento de água do Açude Epitácio Pessoa somente foi decidido depois de asseguradas todas as garantias técnicas por órgãos como a ANA, Aesa e Cagepa.

Mesmo com a água chegando normalmente às casas dos campinenses e moradores dos municípios abastecidos por Boqueirão, o volume do açude só fez crescer e chegará, nesta quarta-feira (20), após 26 dias de fornecimento ininterrupto, a 1 milhão de metros cúbicos.

A decisão de retornar o racionamento claramente inviabiliza o acesso do povo de Campina Grande e região à água, e o objetivo do Governo da Paraíba é, ao contrário do que decidiu a Justiça, garantir água para o povo.

Ressalte-se, também, que o Governo do Estado ainda não foi formalmente intimado da decisão da 4ª Vara Federal. Inclusive, a notícia circulou na imprensa antes de ser inserida na movimentação processual da Justiça.

João Pessoa/PB, 19 de setembro de 2017.

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar