Ricardo: reação da oposição ao fim do racionamento é desrespeito com a população

Ricardo entrega nesta 2ª obras que garantem mais água para a região de CG

“Essa é a confissão nítida e clara daqueles que não tem o menor respeito pela população. Acham que a única coisa que quere é o voto. É a eleição”. Essa é a avaliação que o governador Ricardo Coutinho (PSB) fez da reação da oposição com o fim do racionamento de água em Campina Grande e 18 cidades da região.

A declaração de Ricardo foi feita para uma emissora de rádio da Capital durante um evento do Governo do Estado realizado na manhã de hoje na Capital.

“Ele acham que são o dono do povo. Acham que são donos de Campina. O prefeito Romero é um dos maiores devedores da Cagepa”, disse o governador, que ainda criticou o senador Cássio Cunha Lima.

Pelo Twitter

O governador também usou as redes sociais, na manhã de hoje para comemorar o aumento do acúmulo de água no açude de Boqueirão, mesmo após o fim do racionamento de água em Campina Grande e mais 19 cidades da região.

“Volume de Boqueirão, após o fim do racionamento: 27/8- 34.392.413 m3, 28/8- 34.458.384 m3 – 29/8- 34.524.355 m3”, postou Ricardo em sua conta pessoal no Twitter. “Dúvidas sobre o que dissemos?”, questionou o governador, se referindo as críticas da oposição, que chegou a alardear que a sucessão do racionamento poderia causar um colapso no açude Boqueirão.

Entenda

A normalização do abastecimento d’água em Campina Grande e região foi determinada pelo governador Ricardo Coutinho na última sexta-feira (25), depois do desembargador Abraham Lincoln cassar uma liminar concedida pela juíza Ana Carmem Pereira Jordão, que suspendia o fim do racionamento d’água.

No seu despacho, o desembargador Abraham Lincoln destacou que a decisão da juíza da 2ª Vara da Fazenda Pública de Campina Grande não teve uma prévia audição do Governo do Estado, que pudesse apresentar os estudos técnicos que justificam o fim do racionamento.

Ao autorizar o fim do racionamento na última sexta-feira, Ricardo Coutinho lembrou que sua decisão se baseou em dados técnicos apresentados pela Agência Nacional das Águas (ANA), que liberou a Cagepa a retirar uma demanda maior de água do açude de Boqueirão para normalizar o abastecimento d’água na região de Campina Grande.

Mais de 700 mil pessoas beneficiadas

O fim do racionamento beneficiou diretamente mais de 700 mil pessoas que residem nas cidades de Campina Grande, Lagoa Seca, São Sebastião de Lagoa de Roça, Pocinhos, Queimadas, Barra de Santana, Caturité, Boqueirão, Boa Vista, Soledade, Cabaceiras, Juazeirinho, Cubati, Pedra Lavrada, Olivedos, São Vicente do Seridó, além dos distritos de Seridó, Galante e São da Mata.

Comente