- Publicidade -
Política

Ricardo fustiga João sobre relação com deputados e obras no estado; governador rebate

Final de semana não foi tempo de cessar fogo nas hostes do PSB da Paraíba

O final de semana não foi tempo de cessar fogo nas hostes do PSB da Paraíba. A crise interna do partido seguiu em pauta e foi tema de declarações das suas duas principais lideranças. O governador João Azevêdo e o ex-governador Ricardo Coutinho voltaram aos holofotes com uma troca de farpas.

- Continua depois da publicidade -

O ex-governador atacou a forma de fazer política junto aos deputados que João vem desenvolvendo e também sobre o atual gestor estar inaugurando somente obras feitas na gestão anterior.

Ricardo Coutinho

Ricardo criticou o modo como vem acontecendo a relação entre João Azevêdo e deputados – fazendo referência ao G-11 – da Assembleia Legislativa. Para ele, o governador está reconstruindo o que representa a “velha política”.  Ex-gestor criticou, e culpou, o secretário de Comunicação, Nonato Bandeira, pela “destruição do governo”. “Não gosto nada das ideias em relação a política de Nonato Bandeira”, disse Ricardo.

Ricardo cita que em passagens anteriores pelo governo Nonato não tinha interferência na relação com os parlamentares, trato que agora tem. “Eu sou uma pessoa que ainda me considero ingênua. Ou seja: a minha é aglutinar, mas sem deixar as pessoas irem para onde quiserem. Há um caminho a ser traçado. Quando Nonato voltou ao governo, ele não tinha relação na relação com deputados. E agora está tendo”, afirmou.

O ex-governador revelou que comunicou três vezes a João Azevêdo sobre sua preocupação com a relação que estava sendo estabelecido com “alas” da ALPB. “O que está sendo feito na área da política vai lhe tornar refém”, teria dito Ricardo ao governador.

Ricardo ainda criticou os investimentos no estado, e disse que as obras que estão recebendo orçamento e sendo inauguradas são somente do seu governo. “Organizamos uma reunião em maio para que o Estado voltasse a investir, o Estado não está investindo esse ano, a não ser em obras do meu governo. Todas as obras são do meu governo. O Teatro Santa Catarina será inaugurado em outubro e é obra do meu governo. Se tivesse continuado no mesmo ritmo, em fevereiro estava pronto”, declarou Ricardo.

João Azevêdo

As afirmativas de Ricardo Coutinho não ficaram sem resposta. O governador João Azevêdo rebateu as críticas do ex-governador sobre a relação com os deputados e o secretário de Comunicação.

“Não tenho muita preocupação com G-1, G-2, G-3, esse G pra mim não funciona. O que funciona para mim é G de governo. A forma que estou discutindo com os deputados é aquilo que interessa a população, é aprovação de projetos que encaminhamos, e é essa relação que temos mantido”, disse João, sinalizando que não se preocupou com as críticas sobre a relação com os parlamentares.

Já com relação a Nonato Bandeira, o governador foi direto. “É uma inversão, talvez. Porque se hoje o secretário Nonato Bandeira é secretário de Estado, foi um pedido pessoal do governador Ricardo Coutinho para que nomeasse ele”, afirmou.

Sobre as obras e o ritmo de investimentos no estado, João ironizou as declarações de Ricardo. “Não tenho muita preocupação, porque quem tocou as obras nos últimos oito anos aqui no governo, todos sabemos quem foi, e parece que na época tinha um ritmo bom”, rebateu.

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar