Ricardo diz que chega para “aprender” na FJM: “venho para dar um caráter de continuidade e avanço”

O governador Ricardo Coutinho (PSB) participou, nesta segunda-feira (17), de cerimônia em Brasília onde foi empossado como presidente da Fundação João Mangabeira (FJM), entidade vinculada ao PSB que atua na formação formação e formulação de políticas públicas no campo do socialismo democrático. Para Ricardo, que ficou mais de 13 anos em cargos do Executivo (prefeito de João Pessoa e governador da Paraíba), será um momento de aprendizado.

“Na prática, eu estou vindo para aprender. Passei cinco anos e três meses como prefeito [de João Pessoa], no Executivo, um cargo diferenciado e mais 8 anos como governador. São 13 anos e três meses. Lá, a gente formula e tem que executar. Essa experiência que estou podendo exercer, ela tem muito mais formulação. Claro que tem execução, mas o objetivo da instituição é formulação, formação. Pra mim vai ser um campo bastante novo, para eu trabalhar”, afirmou.

Ricardo substituirá o governador eleito do Espírito Santo, Renato Casagrande. Ele afirma que sua atuação à frente da organização terá o caráter de “continuidade” e “avanço”.

“Venho para tentar somar ao esforço que a instituição já faz. Dar um caráter de continuidade e de avanço. Espero que a gente possa trabalhar cada vez melhor em nome do partido”, sintetizou.

Apesar da posse nesta segunda-feira (17), Ricardo só deverá começar a atuar oficialmente como presidente da entidade no início de janeiro.