Ricardo Barbosa divulga documentos para desmentir acusações de Gervásio contra João

O líder do governo na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado estadual Ricardo Barbosa (PSB), divulgou, na noite desta sexta-feira (25), documentos que desmentem a versão do deputado federal Gervásio Maia (PSB) e apontam que o parlamentar fez “vista grossa” acerca das solicitações do Governo da Paraíba para a destinação de emendas parlamentares.

+Gervásio sobre João: não marcou encontro, prioriza deputados bolsonaristas e tem atitudes que “geram dúvida”

Os documentos disponibilizados por Ricardo Barbosa mostram que o gabinete do deputado Gervásio Maia recebeu, nos dias 6 de agosto e 9 de outubro, ofícios do Governo do Estado que detalham as demandas da administração estadual para o orçamento geral da União de 2020. Gervásio acusou o governador João Azevêdo de não lhe procurar para discutir sobre emendas ao orçamento da União.

De acordo com o deputado estadual, o governador João Azevêdo tentou contato por várias vezes com Gervásio Maia, mas não foi atendido. “Eu sou testemunha ocular, estive ao lado do Governador nesse último périplo em Brasília, onde João Azevedo contatou ou foi recebido por todos os parlamentares da bancada federal paraibana, à exceção, claro, do próprio Gervasinho. Ele simplesmente não atendeu as ligações, não retornou as chamadas, tampouco disponibilizou recursos para as obras e ações estruturantes priorizadas pelo governador e partilhadas com a bancada. Isso confirma e comprova, de irrefutável forma, sua total falta de interesse em dialogar com o Governador João. São esses os fatos. É essa a verdade; cristalina verdade”.

Por fim, Ricardo Barbosa afirmou que esta não foi a primeira vez que Gervásio Maia ignorou uma solicitação do governador João Azevêdo, ao lembrar da ausência do colega na reunião convocada pelo chefe do Executivo estadual, no dia 2 de agosto, na Granja Santana, com a bancada de sustentação do governo no Congresso Nacional.

“Aquela foi mais uma demonstração da falta de espírito público e do distanciamento do deputado federal. Ele precisa dizer quais os interesses que de fato ele representa por meio de seu mandato, porque, pelo que ele demonstra, os da Paraíba é que não são”, pontuou.

Confira os documentos: