Revelando Campeões: socioeducando da Fundac participa de peneirão do Flamengo

Se depender do projeto Revelando Campeões, executado pelo Eixo Esporte, Cultura e Lazer da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac), o adolescente M.B.A., de 16 anos, que cumpre medidas judiciais no Centro Socioeducativo Edson Mota (CSE), poderá integrar o elenco de jogadores do Clube de Regatas do Flamengo (RJ). Nessa terça-feira (20), ele teve a oportunidade de participar de seletiva esportiva do time carioca, realizada no campo do Estádio Sebastião Ribeiro, no município do Conde/PB, e foi selecionado para ser monitorado regionalmente pelos observadores filiados ao clube.

A articulação junto ao Flamengo faz parte de uma coletânea de ações que é trabalhada em rede com os times parceiros do projeto Revelando Campeões da Fundac. A parceria com o Flamengo se deu por meio do olheiro Jean Carlos (Botafogo e CSA), que está sendo voluntário na Fundação, junto com o professor Milton Pereira, que tem assessorado as articulações com algumas bases.

Segundo Nilton Santos, coordenador do eixo Esporte, Cultura e lazer da Fundac, o adolescente M.B.A. de 16 anos foi selecionado para ser monitorado regionalmente pelos observadores filiados ao Clube. “Isso significa dizer que o socioeducando será preparado com treinos específicos conforme seu perfil, e será acompanhado in loco, com o objetivo de desenvolver as aptidões necessárias para o futebol profissional”, explicou.

Nilton Santos acredita que o socioeducando terá grandes chances e sabe que este passo é apenas o início de uma grande jornada. “Agradeço a todos que vêm nos apoiando nesta empreitada e lembramos da participação dos professores de Educação Física da Fundac, a exemplo de Aurélio e Vevé, como também do oficineiro do Eixo, Edson Barbosa”, lembrou.

Além da equipe que compõe o eixo de esportes da Fundac, durante o peneirão, o adolescente foi acompanhado pela presidente da Fundação, Waleska Ramalho; pela diretora técnica, Luciana Brito; e pelo diretor do CSE, Davi Lira; além da Coordenação de Segurança (liderado pelo tenente Pereira).

Waleska Ramalho enfatizou que a participação do adolescente do CSE na seletiva do Flamengo “é fruto da ousadia de Nilton Santos, por meio do Projeto Revelando Campeões, que tem apostado na habilidade e no sonho dos meninos que estão privados de liberdade, acreditando, assim, no esporte como um grande instrumento de transformação social. Agradecemos a sensibilidade dos parceiros que têm olhado para a Fundac como um grande celeiro de jogadores que estão reescrevendo projetos de vida através do esporte”.

Davi Lira, diretor do CSE, acredita que a prática esportiva durante a adolescência e a juventude é também um transformador social. “Uma forma inovadora de reinserção social desses socioeducandos, com a sociedade respeitando e atendendo aos seus protagonismos”, observou.

“É nessa ocasião que surge a oportunidade de apresentar a consolidação desses caminhos. Com esse pensamento, o Governo do Estado, conjuntamente com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), através da Fundac, está torcendo e dando todo apoio necessário aos nossos socioeducandos”, comentou o diretor.

O projeto Revelando Campeões, do Eixo Esporte, Cultura e Lazer, compõe a diretoria técnica da Fundac e desenvolve um conjunto de ações esportivas, envolvendo treinos direcionados para testes em equipes esportivas externas.

O projeto considera o esporte como uma ferramenta pedagógica relevante na transformação social e de mudança de conduta e seu principal objetivo é desenvolver no espírito do socioeducando as qualidades de um vencedor, seja no esporte ou na vida.

O eixo é responsável por estabelecer ações específicas para o preparo físico e treino tático. Assim, são desenvolvidos campeonatos, torneios amistosos com perspectiva de estimular a ressocialização e a cultura de paz no ambiente socioeducativo.