- Publicidade -
Política

‘Réu’ confesso, Boca Louca não foi preso porque cooperou com investigações

De acordo com Allan Terruel, ele se apresentou espontaneamente e apresentou novas informações sobre práticas criminosas

Dois vereadores do Conde foram presos na tarde dessa segunda-feira (6) pela prática de “rachadinha”, que consiste em receber devoluções de servidores contratados por um salário maior no contrato, mas que recebem menos na prática. Naldo Cell e Malba de Jacumã tiveram os pedidos de prisão acatados pelo juízo de Conde. Outro vereador que já confessou a prática foi Fernando ‘Boca Louca’, mas o mesmo permanece em liberdade.

- Continua depois da publicidade -

+ Vereador de Conde, Naldo Cell é preso por corrupção e lavagem de dinheiro

+ Confirmado: Malba de Jacumã é preso na Operação Cavalo de Tróia

A explicação para o fato veio do delegado titular da Delegacia de Combate ao Crime Organizado (Deccor), Allan Terruel, um dos responsáveis pela investigação de supostas corrupções no município litorâneo. De acordo com ele, Boca Louca confessou o crime e se mostrou cooperativo desde o início.

“Fernando Boca Louca apareceu com advogado, confessou o crime, indicou novas informações e se colocou à disposição da Justiça, ao contrário de todos os outros. Não cabe a prisão, pelo menos neste momento. Fernando não ameaçou nenhuma testemunha e não se furtou de colaborar quando solicitado”, justificou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar