Receita libera consulta ao 2º lote residual de restituição do IR 2022

Receita Federal abre consulta ao quinto lote do Imposto de Renda 2020
Foto: Marcello Casal Jr./Ilustração

A Receita Federal liberou nesta quarta-feira (23) a consulta ao segundo lote residual de restituição do Imposto de Renda 2022. 556.685 contribuintes, entre prioritários e não prioritários, vão receber o depósito em 30 de novembro.

Neste lote, o fisco vai desembolsar R$ 1,2 bilhão. Desse total, R$ 607,9 milhões vão ser pagos aos contribuintes que têm prioridade legal, sendo 15.889 idosos acima de 80 anos, 115.654 contribuintes entre 60 e 79 anos, 10.306 pessoas com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 47.774 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério. Foram contemplados ainda 367.062 contribuintes não prioritários.

Este ano, a restituição do Imposto de Renda foi paga em cinco lotes (veja calendário abaixo) em 31 de maio, 30 de junho, 29 de julho, em 31 de agosto e em 30 de setembro. O primeiro lote residual foi pago em 31 de outubro.

Calendário de restitução do Imposto de Renda 2022:

1º lote de restituição – pago em 31 de maio

2º lote de restituição – pago em 30 de junho

3º lote de restituição – pago em 29 de julho

4º lote de restituição – pago em 31 de agosto

5º lote de restituição – pago em 30 de setembro

1º lote residual de restituição – pago em 31 de outubro

2º lote residual de restituição – consulta abre dia 23 e pagamento será feito dia 30 de novembro.

Como consultar a restituição do Imposto de Renda 2022?

Para consultar quando vai receber e restituição do imposto de Renda, o contribuinte deve ir ao site Meu Imposto de Renda e na lista de serviços clicar em “Consultar a Restituição”. Para a consulta simples, basta acessar este link (clique aqui para consultar sua restituição) e informar o CPF, ano da declaração (2022) e a data de nascimento.

Se quiser informações mais detalhadas, basta ir ao portal e-Cac. Lá será possível saber o status de sua declaração e ainda descobrir se ficou alguma pendência ou divergência e se sua declaração está na ‘malha fina’. No e-Cac ainda é possível fazer a retificação de eventuais erros encontrados em sua declaração. Para acessar é preciso CPF, código de acesso (que você mesmo tem de gerar) e senha.

Do Valor Investe