RC lamenta pressão de Maranhão ao TRE-PB e tentativa de “criminalização” do Empreender; ouça

O governador Ricardo Coutinho (PSB) comentou nesta sexta-feira (28) a pressão feita pelo candidato a governador José Maranhão (MDB) à Corte do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) para o julgamento da Aije do Empreender Paraíba.

“O candidato Zé Maranhão precisaria ter o mínimo de respeito para com a Justiça porque está muito evidente a sua pressão ao TRE. E quem faz uma pressão dessas no mínimo quer pescar alguma coisa”, disse.

Publicidade
ALPB

Segundo Ricardo, não existe uma denúncia concreta que macule a aplicação do programa de crédito. Tudo não se passa de uma tentativa da oposição e setores da imprensa de criminalização do Empreender. Ele citou que não existe um único registro de alguém que tenha recebido recursos com a promessa de votar em algum candidato e que no ano de 2014, em que foi reeleito ao Governo, o volume de recursos ao programa foi menor que em 2013 e 2012.

“Há apenas uma névoa criada por uma parte da imprensa. Uma imprensa que é militante partidária, esta parte que eu estou dizendo. Uma imprensa que não apresenta um depoimento de qualquer pessoa na Paraíba que tenha recebido um centavo do Empreender em função da promessa de voto para alguém. E isso não existe. O crescimento que o Empreender teve foi bem menor em 2014 do que foi em 2012 e em 2013. É uma tentativa absolutamente irresponsável de criminalizar um grande programa que tem feito a diferença para milhares de paraibanos e paraibanas”, considerou.

O governador lembrou ainda que “todo mundo sabe quem compra voto na Paraíba” e que não foi ele. Ricardo se referia ao senador Cássio Cunha Lima (PSDB), seu principal adversário nas eleições de 2014.

“O povo sabe em 2014 quem comprou voto. Quem comprou prefeito, vereador e não fui eu”, concluiu.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]