Rachel Sheherazade diz ter dúvidas se Bolsonaro chegará até 2022

Com mais de um milhão de seguidores nas redes sociais, Rachel Sheherazade, 46, faz questão de mostrar a paixão pela profissão. Jornalista há mais de 20 anos, a âncora do SBT Brasil não se contenta em ficar apenas atrás da bancada do telejornal. Ela precisa de mais.

Sempre à procura de novas formas de se comunicar, principalmente nas mídias sociais como o YouTube, Sheherazade vive o embate recorrente de quem não tem medo de expor sua opinião. Mãe de Clara e Gabriel, a jornalista diz que apesar de já ter sacrificado muita coisa em nome da comunicação, ela não daria sua vida pelo jornalismo.

Em 2019, Sheherazade criou um canal independente e sem fins lucrativos no YouTube para falar sobre política. “Minhas opiniões voltaram a incomodar os detentores do poder e passei a ser ameaçada de todas as formas. Recomeçaram as ameaças de morte contra mim e meus filhos. Já sacrifiquei muita coisa em nome da comunicação, da liberdade de expressão. Não vou dar minha vida pelo jornalismo.”

Declaradamente contra o governo Jair Bolsonaro (sem partido), Sheherazade define o período como “o mais sombrio”, e diz acreditar que o presidente não deve concluir o mandato até 2022. “Tenho mais temores ainda sobre os eventuais herdeiros dessa direita irracional, raivosa e rancorosa”, completa a âncora, que também diz não concordar com a esquerda.

Apesar dos tremores com suas opiniões polêmicas sobre Bolsonaro, a jornalista não se incomoda com o fato de o SBT ser a favor do presidente. “Ele [Silvio Santos] é um cidadão como qualquer outro, com suas opiniões, afetos e desafetos. É preciso respeitar o direito do outro de pensar diferente”, diz Sheherazade, contratada da emissora desde 2011.

Por causa desse posicionamento, Sheherazade foi afastada do comando do SBT Brasil no ano passado, e foi alvo de Luciano Hang, empresário conhecido por apoiar Bolsonaro e anunciante de vários programas do SBT. Nas redes sociais, ele pediu a demissão da jornalista.

“O jornalismo da grande mídia está todo contaminado com ideologias comunistas que destroem o nosso Brasil. Parabéns Silvio Santos”, escreveu Hang, em referência à notícia de que SBT anunciava o fim do jornalístico SBT Notícias, e que toda a equipe do programa tinha sido demitida. “Ainda falta mais gente para você demitir. Raquel é uma delas”, completou.

A jornalista não demorou a responder ao empresário: “Já está registrado! Empresário chantageia a emissora onde trabalho e ainda vem à público pedir cabeça de jornalista. Já vi esse filme antes. Mas, agora, vai ter processo”, afirmou Sheherazade.

Deixar o SBT

Quanto a possibilidade de deixar a atual casa, ela afirma que isso não acontecerá tão cedo. Sheherazade explica que seu contrato com a emissora de Silvio Santos vai até setembro deste ano. Ela diz que se tiver que sair da empresa, será pela porte da frente.

Há nove anos à frente da bancada do SBT Brasil, Rachel Sheherazade conta que sua rotina começa cedo e afirma que “seu café da manhã são as notícias”. “Depois do jornal, meu último compromisso jornalístico é o programa do meu colega Reinaldo Azevedo, na Band News. Não vou para a cama sem ouvir o rei.”

Projeto infantil

Vencedora do Troféu Imprensa em 2015, Sheherazade também possui uma paixão por literatura infantil. Mãe de dois filhos, a jornalista afirma que desde de criança tem o hábito de escrever contos, e revela que tem trabalhado em um novo projeto com muito carinho. “Quem sabe no futuro? Agora não. Meus projetos estão em outra direção neste momento.”

Conciliando a vida de jornalista com a de mãe, Sheherazade diz que abandonou o posto de superprotetora por opção. “Eu me dei conta de que eu precisava deixa-los respirar, viver sem mim, apesar de mim, além de mim. Esse foi meu maior gesto de amor […] Amar é libertar.”

Comente