Publicidade

“Quem apontar os problemas, que diga as soluções”, dispara Walber Virgolino

Após o relatório emitido pelo Conselho Estadual de Direitos Humanos na Paraíba (CEDH-PB), que apontou uma série de problemas encontrados no Presídio Desembargador Flósculo da Nóbrega, conhecida como Presídio do Róger, em João Pessoa, o secretário de Administração Penitenciária do Estado, Walber Virgolino, reconheceu existir os problemas nas dependências internas da unidade prisional, mas destacou que a Secretária está todo toda assistência necessária aos detentos.

“Nós reconhecemos esses problemas e 80% desse relatório é verdadeiro. Porém, nós não precisamos que ninguém aponte esses problemas, porque nós sabemos quais são eles e estamos trabalhando na medida do possível. Quem apontar os problemas, que nos revele as soluções”, disparou o secretário.

- Continua depois da publicidade -

Virgulino fez questão em destacar que há décadas esse problema existe no Presídio do Róger. “Esse não é um problema novo. Esses problemas vem há mais de 40 anos e nunca escondemos. Sempre falamos abertamente sobre isso”.

O secretário ainda foi categórico ao dizer que os problemas de higiene nas celas, são dos próprios presos. “A higiene no local é problema dos presos. Isso é questão de educação que vem de berço. Não falta material para limpeza”, ressaltou Walber que também comentou sobre os cuidados com a saúde.

“Nós temos aqui um programa de saúde que todos os dias existem a presença de sete profissionais. É um médico, um enfermeiro, um dentista, um psicólogo, entre outros. Eles trabalham quatro horas por dia e casos mais complexos, nós levamos para o Hospital de Trauma”, explicou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar