Queda na Transparência: Problema de Cartaxo é falta de competência, diz deputado

O problema do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PSD) não é só a falta de transparência, mas também de competência, de acordo com o deputado estadual Aníbal Marcolino (PSD). Para o parlamentar a queda de 11 posições no ranking de transparência, mostra que o que Cartaxo diz não se escreve.

“Mostra que o que o prefeito diz não se escreve. O que falta nele não é só transparência, que já foi provado que não tem, João Pessoa estava na terceira posição, caiu para a décima quarta. Falta para o prefeito competência, ele não consegue administrar a cidade”, declarou.

Aníbal também afirmou que Cartaxo mente, pois declarou que não iria ser pré-candidato ao governo, porém já faz pré-campanha. De acordo com o parlamentar, Cartaxo abandona João Pessoa e os problemas que sua gestão está passando, para divulgar na Paraíba um modelo de gestão que não deve ser seguido.

“Os problemas que se encontram na Saúde, Infraestrutura, na Mobilidade Urbana e ele abandona a cidade, para mentir para a população, mostrando um modelo novo de se governar, um modelo que não deve ser copiado. Agora está explicado o medo dele de realizar a audiência pública da sobre a Lagoa, A CGU mostrou que João Pessoa não tem transparência alguma”, criticou.

O ranking

De terceiro para décimo quarto na Transparência Pública. A Prefeitura de João Pessoa despencou 11 posições no ranking da terceira edição do “Escala Brasil Transparente”, elaborado pela Controladoria-Geral da União (CGU).

Na segunda edição, a Prefeitura de João Pessoa ocupava a 3ª colocação no ranking das capitais, deixando para trás Recife, São Paulo, Belo Horizonte e Florianópolis. Já nesta terceira edição, avaliada no período entre julho de 2016 a janeiro deste ano, a gestão de Luciano Cartaxo, no quesito transparência, perde para capitais que sequer figuravam entre as 10 melhores no ano anterior, como é o caso de Maceió, que saiu de 23ª para 6ª colocação.

Terceira edição da Escala Brasil Transparente

Queda na transparência: JP tem um gestor acusado de desvio de recursos públicos, diz oposição

Segunda edição da Escala Brasil Transparente

Queda na transparência: JP tem um gestor acusado de desvio de recursos públicos, diz oposição

A justificativa para a queda vertiginosa da gestão Cartaxo na Transparência foi o não cumprimento dos prazos para entrega de informações à CGU. Na avaliação, o órgão recomenda que a Prefeitura de João Pessoa estabeleça “mecanismos e procedimentos que auxiliem a área responsável a atender aos prazos definidos na Lei de Acesso à Informação”.

Atualmente, o secretário de Transparência Pública de João Pessoa é o ex-vereador Bira Pereira.

Comente