- Publicidade -
Cotidiano

QI Intermares desmente ensino sobre Terra plana e vai processar responsáveis por fake news

De acordo com o corpo jurídico do colégio, a informação trata-se de uma mentira e medidas judiciais serão adotadas

O Colégio QI Intermares desmentiu, em nota enviada ao Paraíba Já, que a instituição ensine durante suas aulas que a Terra é plana. A informação surgiu, e viralizou na segunda-feira (14), após um portal chamado Esquerda Virtual divulgar uma manchete supostamente relatando o caso. A reportagem recebeu a nota, através da advogada Aline Motta, nesta terça-feira (15).

- Continua depois da publicidade -

De acordo com o corpo jurídico do colégio, a informação trata-se de uma mentira. Além disso, a instituição informou que as medidas legais já estão sendo tomadas.

“E por uma questão de justiça, iremos até as ultimas consequências, para que outras instituições não sejam afetadas”, versa trecho da nota.

A instituição também destacou seus métodos didáticos e sua conduta no tocante a questão social. “O Colégio QI é um colégio sério, renomado, comprometido com a educação e possui uma conduta laica; imparcial quanto a assuntos relacionados com a politica e religião. Além disso, seguimos um plano de aula baseado nos mais consagrados materiais didáticos, o qual somos fiéis aos seus conteúdos disciplinares”, diz outra parte da nota.

Leia nota na íntegra

Acerca do comentário feito recentemente pelo jornal Esquerda Virtual, o Colégio QI Intermares, esclarece que se trata de informações falsas, sem qualquer evidência de veracidade, provas ou precedentes.

Vale dizer que o Colégio QI é um colégio sério, renomado, comprometido com a educação e possui uma conduta laica; imparcial quanto a assuntos relacionados com a politica e religião. Além disso, seguimos um plano de aula baseado nos mais consagrados materiais didáticos, o qual somos fiéis aos seus conteúdos disciplinares.

Qualquer mera alegação que contradiz esses preceitos devem ser tidos como falsos, tendenciosos e sem fundamento. Atos como estes são exemplos da esquerda radical, que agem sem respeito ou deferência a qualquer opinião alheia que contradiz seus ideais.

É cediço que denuncias difamatórias como as feitas pelo meio de comunicação em referência, geram demandas judiciais, e as medidas legais já estão sendo tomadas por nosso setor jurídico. E por uma questão de justiça, iremos até as ultimas consequências, para que outras instituições não sejam afetadas por um grupo imprudente e desprezível como a Esquerda Virtual.

Comente

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar