- Publicidade -
Tecnologia

Projeto desenvolvido pelo MPPB e 29Analytics é selecionado para final da HackBrazil 2020

Sistema será apresentado na Brazil Conference, em Boston, entre os dias 1 e 4 de abril, concorrendo ao prêmio de R$100 mil e troféu

O projeto Data Analytics em Compras Públicas, desenvolvido pelo Núcleo de Gestão do Conhecimento e Segurança Institucional do Ministério Público da Paraíba (MPPB) e pela startup 29Analytics, através da “Equipe Veredas”, foi selecionado para a etapa final da HackBrazil 2020. O sistema usado pelo MP para detectar empresas de fachadas, perfis de laranjas e contratos suspeitos nas administrações públicas será apresentada na Brazil Conference, em Boston, Massachusetts (EUA), entre os dias 1 e 4 de abril, concorrendo ao prêmio de R$100 mil e troféu.

- Continua depois da publicidade -

O coordenador do NGCSI, o promotor de Justiça Octávio Paulo Neto, destacou a importância da escolha do projeto como finalista da competição e como a ciência de dados está melhorando a qualidade das investigações.“A escolha do projeto como finalista da HackBrazil mostra a importância de trilharmos o caminho da colaboração e dessa interface entre o Ministério Público, a Academia e a sociedade civil. O maior ganho é ver que, de fato, estamos conseguindo interagir com atores externos para acelerar nossas soluções e nossas entregas. É preciso destacar que, numa sociedade tão profusa de dados, a mentalidade analítica é uma necessidade, uma questão de sobrevivência. Como essa ferramenta tem um viés totalmente analítico, ela traz um maior índice de assertividade nas investigações, permitindo um melhor planejamento, o teste das hipóteses levantadas e uma melhor conclusão”, disse.

Já o fundador da startup, Rafael Velasco, explicou que o trabalho desenvolvido se baseia em três pilares: a captura de grande volume de dados relacionados a despesas públicas e outras bases abertas, o desenvolvimento de algoritmos que automatizam a detecção de padrões de fraude e a construção de sistemas de apoio à decisão. O sistema, que é usado pelo MPPB e o MPSP, é capaz de detectar 203 padrões de riscos para cada empresa, 400 mil fornecedores, que atuam em 11 estados e em 1.700 prefeituras.

Os idealizadores do projeto ressaltam, ainda, que, a cada ano, a corrupção desvia cerca de R$ 200 bilhões de áreas essenciais no Brasil e as iniciativas para detecção de fraudes através da ciência de dados ainda são limitadas. Por isso, a importância de projetos como esse. O funcionamento do sistema será apresentado – juntamente com projetos de outras quatro equipes concorrentes – a uma banca de jurados e para os participantes da Brazil Conference conferência.

A HackBrazil é uma iniciativa da Brazil Conference at Harvard & MIT, que tem como missão desenvolver startups, montar protótipos e conectar pessoas que resolvam grandes problemas brasileiros através de ideias inovadoras e empreendedoras. A Brazil Conference é realizada anualmente pela comunidade brasileira de estudantes em Boston para promover o encontro com líderes e representantes da diversidade do Brasil, discutindo temas relacionados à política, economia, cultura e sociedade.

Comente

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar