Procon-JP registra diferença de até R$ 20 nos preços de comida típica na Capital; veja preços

Foram pesquisados preços para diversos tipos de bolos típicos das festas juninas, além de cocada, munguzá, canjica, pamonha, rabanada e tapioca

Uma pesquisa realizada pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) apontou registros de diferença nos preços de comida típica do período junino nas padarias de João Pessoa. O valor pode chegar até R$ 20 reais.

Segundo o órgão, a quantia é referente ao quilo da rabanada, com preços oscilando de R$ 15,00 a R$ 35,00. A maior variação, 300%, ficou com a unidade da queijadinha, com preços entre R$ 1,00 (Vovô Xixico- Expedicionários) e R$ 4,00 (El Shaday – Cabo Branco).

O levantamento do Procon-JP traz preços de 40 itens coletados em 10 padarias, cobrindo nove bairros de João Pessoa. Foram pesquisados preços para diversos tipos de bolos típicos das festas juninas, além de cocada, munguzá, canjica, pamonha, rabanada e tapioca, entre outros itens.

A secretária do Procon-JP, Maristela Viana, orienta que o consumidor deve ficar atento aos preços, mas também ficar de olho na qualidade do produto. “A pesquisa tem o objetivo de dar opções de preços para o consumidor, mas não devemos esquecer que estamos falando de comida e deve-se ficar atento também para a qualidade. É importante, ainda, verificara data de validade porque são produtos bastante perecíveis”.

Foram encontradas diferenças significativas também no bolo rocambole de milho, R$ 16,20, com preços de R$ 23,70 (Padaria Pernambucana – Bancários) a R$ 39,90 (El Dorado – Cristo); bolo baeta, R$ 13,50, com preços de R$ 14,00 (Almeidão– Cristo) a R$ 27,50 (El Shaday – Cabo Branco); pé de moleque, R$ 12,90, com preçosde R$ 15,00 (Castelo Branco – Castelo Branco) a R$ 27,90 (El Shaday – Cabo Branco); bolo de mandioca, R$ 12,50, com preçosde R$ 15,00 (Castelo Branco – Castelo Branco) a R$ 27,50 (El Shaday – Cabo Branco).