Procon-JP autua Santander por obrigar cliente a tirar sapatos para entrar em agência na Paraíba
Helton Renê vê constrangimento ao cliente

O secretário de Defesa do Consumidor de João Pessoa (Procon-JP), Helton Renê (PCdoB), revelou, nesta sexta-feira (24), que o órgão decidiu autuar o Santander por obrigar um cliente a ficar descalço para poder ter acesso a um agência do banco na Paraíba.

Leia também

Constrangimento: cliente é obrigado a tirar sapato para entrar em agência do banco Santander na PB

O fato foi registrado na manhã desta quinta-feira (23) na agência do Santander localizada na Avenida Cruz das Armas, em João Pessoa. Indignado com o constrangimento a que foi submetido, o cliente gravou um vídeo e acionou a fiscalização do Procon-JP.

“Fomos acionado pelo cliente e designamos uma equipe de fiscalização à agência bancária. Na próxima semana, vamos convocar uma reunião com os bancos que trabalham com esse tipo de sistema de segurança de porta giratória para ter uma conversa muito séria com os gerentes desses bancos para saber o que está acontecendo, porque foi no mínimo deselegante, foi constrangedor, e isso fere o código de defesa do consumidor”, disse o secretário do Procon-JP em entrevista ao Paraíba Já.

Entenda o caso

Bastante atuante nos programas radiofônicos de João Pessoa, o líder comunitário Nô do Valentina procurou o Paraíba Já para acusar o Santander de tê-lo obrigado a ficar descalço para entrar na agência do banco localizada na Avenida Cruz das Armas. Para provar o constrangimento a que foi submetido, ele gravou um vídeo do instante em que teve que adentrar ao estabelecimento descalço.

“Chegando na porta giratória, depositei os meus dois celulares e a chave da moto. Como minha bota tem o bico de aço, o rapaz disse que eu não podia entrar no banco com aquela bota, que eu tinha de deixar ela fora e subir descalço para fazer o pagamento lá no primeiro andar”, narrou o líder comunitário, acrescentando que outros clientes do Santander de Cruz das Armas passaram por constrangimentos semelhantes ao dele.

Veja abaixo o vídeo gravado pelo líder comunitário

Camara Municipal