A presidente da Associação dos Policiais Civis da Paraíba (ASPOL), Suana Guarani de Melo, está sendo acusado de ter obtido ilegalmente uma promoção. A informação foi repassada por fontes ligadas à Polícia Civil.

De acordo com documentos enviados pelos mesmos, em julho de 2013, Suana foi punida com suspensão de quatro dias e em 2014 foi promovida para a classe especial, por merecimento. Ocorre que a Lei complementar 85/200, no seu art 261, VIII, é taxativa, ao dizer que não poderá haver promoção por merecimento para quem teve punição de advertência ou suspensão dois anos antes das promoções.

Segundo a fonte, vários peritos, papiloscopistas, necrotomistas e delegados não foram promovidos por terem sofrido a mesma pena de suspensão.

A promoção de Suana foi aprovada por uma comissão composta por policias. A reportagem tentou contato com a secretaria Estadual de Segurança Pública (SEDS) para saber como o órgão irá se posicionar quanto a denúncia, mas não obteve êxito.

Confira abaixo a documentação:

Presidente da ASPOL é acusada de conseguir promoção ilegalmente na Polícia Civil

Presidente da ASPOL é acusada de conseguir promoção ilegalmente na Polícia Civil

Presidente da ASPOL é acusada de conseguir promoção ilegalmente na Polícia Civil

Presidente da ASPOL é acusada de conseguir promoção ilegalmente na Polícia Civil

Comente

Camara Municipal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here