Mais 356 microempreendedores de João Pessoa ganham uma nova oportunidade de investir e iniciam o ano apostando no próprio negócio e na economia criativa para gerar mais emprego e renda na Capital. Na manhã desta quarta-feira (31), no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM), o prefeito Luciano Cartaxo participou da liberação de mais de R$ 2 milhões em contratos do Banco Cidadão. Consolidado como o maior programa de microcrédito de João Pessoa, o programa chega à marca de R$ 43,6 milhões investidos na economia, beneficiando 9.911 pessoas.

Os recursos do Banco Cidadão, aplicados a pequenos empresários da Capital, tornam-se uma chance real para milhares de pessoas que querem investir e buscar a autonomia financeira através do próprio negócio e de suas habilidades pessoais. Costureiras, manicures, artesãos, comerciantes, cozinheiros, donos de lanchonetes e confecções, taxistas, são exemplos de empreendedores que buscaram o apoio do Banco Cidadão, na Secretaria Municipal de Trabalho, Produção e Renda e estão sendo beneficiados com os recursos, seja para investimento em novos negócios ou para capital de giro e compra de equipamentos.

“Nós acreditamos no potencial empreendedor do povo de João Pessoa e, por isso, consolidamos o Banco Cidadão como o maior programa de microcrédito da história do município. Fazemos a liberação destes recursos dando oportunidade para que as pessoas possam gerar emprego e renda, que elas possam sustentar suas famílias. Nosso apoio passa também pelo acompanhamento, pela capacitação, para que os beneficiados gerenciem melhor seu pequeno negócio e permitir que a gente continue girando esta roda do empreendedorismo e desenvolvimento da Capital”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo.

O secretário adjunto da Secretaria de Trabalho, Produção e Renda, José Gadelha Neto, explicou que os microempreendedores passam por diversas fases até receber os recursos para investir, o que garante a boa aplicação da verba e o melhoramento dos pequenos negócios. “As pessoas procuram nossa sede ou são captadas através do programa ‘Territórios Empreendedores’, no qual nossa base móvel vai aos bairros para chegar junto das pessoas que querem empreender. Ao se inscreverem, eles passam por três etapas, que são a capacitação, a criação do plano de negócio e a visita ao negócio, antes de receberem o microcrédito”, afirmou.

A partir da liberação dos recursos, há também uma equipe de pós-crédito que analisa periodicamente se as pessoas estão investindo corretamente os recursos. Como os juros são baixos, de apenas 0,9%, é importante que os microempreendedores beneficiados paguem as parcelas em dia para terem descontada a última prestação.

A microempresária, Edílzia Belarmino da Silva, que trabalha com roupas fitness, foi uma das beneficiadas com os recursos do Banco Cidadão. Ela destacou que pretende investir no seu negócio e incentivou os outros beneficiados a seguirem o plano de negócio para terem bons resultados na aplicação dos recursos. “É muito importante que todos nós saibamos usar bem este dinheiro para que ele se multiplique através de nosso trabalho. O Banco Cidadão nos dá uma grande oportunidade de investir e se usarmos corretamente o dinheiro, cresceremos e daremos a chance de outras pessoas também serem beneficiadas”, afirmou.

Camara Municipal