Prefeito na Paraíba é denunciado por ameaça de morte e compra de votos

Denuncias serão investigadas pela delegacia de Polícia Civil de Sousa e pela Justiça Eleitoral

Um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia da Polícia Civil, nesta quinta-feira (3), contra o prefeito do município de Lastro, Athaíde Gonçalves Diniz (Cidadania), por uma suposta ameaça de morte e crime eleitoral de compra de votos.

De acordo com informações contidas no boletim, o senhor José Rufino da Silva Filho, autônomo, 38 anos de idade, há cerca de dois meses Athaíde Diniz, de forma antecipada, teria lhe procurado em sua residência e ofereceu o valor de R$ 3.800,00 para que ele lhe apoiasse nas eleições de 2020.

Porém nesta quarta-feira (2), acabou se deixando tirar uma foto com o pré-candidato a prefeito pelas oposições Emanuel Sarmento (Podemos). Depois da foto se espalhar nas redes sociais, o senhor José Rufino passou a receber ameaças de morte.

“Hoje, umas 11 horas, recebi uma ligação de um número de celular da cidade de Marcelino Vieira, Rio Grande do Norte, onde uma pessoa que se identificou como Adeilson, me fez ameaças, dizendo que eu ia ter problemas na vida, caso não devolvesse os R$ 3.800,00 que recebi de Athaíde e que iria vir até minha residência”, relatou o autônomo.

Agora, tanto o caso da suposta compra de voto antecipada, como das ameaças, serão investigadas pela delegacia de Polícia Civil de Sousa e pela Justiça Eleitoral.

Confira o boletim de ocorrência

 

Comente