- Publicidade -
Política

Prefeito interino de Cabedelo lamenta fake news envolvendo MP

O prefeito interino de Cabedelo Victor Hugo divulgou uma nota oficial lamentando a postura de membros da oposição de divulgarem fake news (notícias falsas) envolvendo o Ministério Público, Polícia Federal e a Justiça que haveria suspensão da eleição da nova Mesa Diretora da Câmara de Cabedelo.

 

- Continua depois da publicidade -

Victor Hugo garantiu que seu compromisso é com o futuro de Cabedelo.

 

Confira a nota na íntegra.

 

NOTA
O prefeito interino de Cabedelo, Vitor Hugo, lamenta
profundamente os boatos que estão sendo divulgados por
membros da oposição, demonstrando extremo desinteresse
com o desenvolvimento do Município, além de tentarem
colocar em dúvida a credibilidade das instituições ao divulgar
falsas notícias citando o Ministério Público e Polícia Federal,
órgãos com os quais o Prefeito Interino vem mantendo
diálogo.
Infelizmente, os opositores se especializaram em ‘Fake News’
para tentar implantar um clima de instabilidade na gestão
pública, e pôr sob suspeita a ação isenta do Prefeito Interino,
Poder Judiciário, Ministério Público e Polícia Federal, inclusive
ao divulgarem decisões judiciais que nunca foram tomadas,
situações que seriam objeto das devidas apurações.

O prefeito interino, Vitor Hugo, reafirma o seu compromisso de
fazer Cabedelo crescer, e convoca os homens e mulheres,
que querem o bem da cidade a unir forças em prol do melhor
para o município, para que ESQUEÇAM os interesses
individuais.

Cabedelo não pode parar porque alguns só planejam alcançar
seus próprios interesses, independentemente das
consequências à população, a exemplo do ocorrido em
Bayeux e Santa Rita.

GABINETE DO PREFEITO

Comente

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar