Prefeito de Tavares é investigado pelo MPPB por desvio de verbas públicas

O prefeito da cidade de Tavares, situada no sertão do estado, Ailton Suassuna (MDB) está sob investigação pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) por desvio de verbas públicas. O inquérito civil foi instaurado através da Promotoria de Justiça da Prefeitura Municipal de Princesa Isabel ao receber documentos com registros de renumerações indevidas em denúncia do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco).

Ailton Suassuna é suspeito de beneficiar familiares com pagamentos diários usando recursos dos cofres públicos do governo municipal, resultando em improbidade administrativa. Para a execução das medidas judiciais, o procedimento administrativo inquisitivo vai realizar um levantamento de dados para identificar os demais envolvidos e comprovar as ações de fatos lesivos.

Em novembro de 2018, Ailton Suassuna e o irmão, secretário de finanças do município de Tavares, Michael Suassuna foram presos durante a Operação República, realizada pela Delegacia Especializada no Crime Organizado (Deccor) e o Gaeco. Na época, os dois foram acusados de desembolsar R$ 2 mil reais em propina para a compra de veículos adquiridos pela prefeitura.

O prefeito Ailton Suassuna recebeu habeas corpus pela 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça por ausência de indícios de organização criminosa ou de eventual reiteração delitiva em abril de 2019.

Comente