Pré-candidato a vereador é investigado por possível propaganda eleitoral antecipada

De acordo com a portaria, o procedimento foi instaurado devido o mediante pedido explícito de votos nas redes sociais

O pré-candidato a vereador em João Pessoa, Genildo Rodrigues Alves (PSDB) será investigado por um procedimento preparatório do Ministério Público Eleitoral de 1º grau, na 1ª Zona Eleitoral na capital, por possível propaganda eleitoral antecipada.

De acordo com a portaria, o procedimento, que tem o prazo de 60 dias, foi instaurado devido o mediante pedido explícito de votos nas redes sociais, em relação às eleições deste ano em João Pessoa.

A portaria, assinada pelo promotor eleitoral Adrio Nobre Leite, foi publicada do Diário eletrônico do Ministério Público Federal (MPF) desta terça-feira (4).

Comente