- Publicidade -
Esportes

Por invadir gramado e xingar arbitragem, Aldeone é suspenso pelo STJD

A confusão na abertura do Campeonato Paraibano na partida entre Sousa 1 a 1 Campinense rendeu um gancho para o presidente do Sousa, Aldeone Abrantes.

- Continua depois da publicidade -

Isto porque o dirigente não gostou da arbitragem de Eloane Gonçalves Santos, do Sergipe, e, principalmente, do gol de empate sofrido por sua equipe no último lance do jogo. A peleja nem chegou a ser reiniciada após o tento rubro-negro.

Como consequência, Aldeone foi ao gramado do Marizão para reclamar com o juiz do jogo, e proferiu fortes declarações, que foram relatadas em súmula.

Resultado disso é que, na tarde desta terça-feira (22), o STJD divulgou a suspensão preventiva do mandatário do Sousa por 30 dias, após ser denunciado na Procuradoria Geral da Justiça Desportiva. A decisão foi assinada na última quinta, dia 18.

Ele foi enquadrado no Código Brasileiro de Justiça Desportiva nos art. 258-B (Invadir local destinado à equipe de arbitragem, ou o local da partida, prova ou equivalente, durante sua realização, inclusive no intervalo regulamentar), que pode gerar pena de quinze até 180 dias, e no art. 243-F (Ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto), que dá punição de quinze a noventa dias.

Aldeone Abrantes fica afastado preventivamente das atividades de presidente do Sousa por 30 dias devido a aplicação do art. 35, que “Poderá haver suspensão preventiva quando a gravidade do ato ou fato infracional a justifique, ou em hipóteses de excepcional e fundada necessidade, desde que requerida pela Procuradoria, mediante despacho fundamentado do Presidente do Tribunal (STJD ou TJD), ou quando expressamente determinado por lei ou por este Código”.

Em entrevista ao Voz da Torcida após os incidentes, o presidente do Dinossauro do Sertão negou ter proferido palavras ofensivas à presidente da FPF, Michelle Ramalho. Inclusive, chegou a afirmar que processaria o árbitro Eloane Gonçalves Santos para que ele provasse em justiça o que havia relatado na súmula. Fonte: Voz da Torcida.

Comente

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar