Publicidade
Cultura

Polo do Prima será instalado no Centro Socioeducativo Edson Mota

Um polo do Projeto de Inclusão Social através da Música e das Artes (Prima) será instalado no Centro Socioeducativo Edson Mota, em João Pessoa. A iniciativa pioneira levará ainda mais oportunidade de inclusão a mais de 170 internos da unidade, localizada no bairro de Mangabeira.

- Continua depois da publicidade -

Atualmente, o Prima atende a mais de 1,5 mil jovens em diversas cidades da Paraíba,  sendo considerado um dos maiores programas de inclusão do Governo do Estado. A chegada do Projeto ao Centro Socioeducativo Edson Mota faz parte de uma parceria entre a Secretarias de Estado da Cultura (Secult), a Secretaria de Estado da Educação (SEE) e da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice de Almeida (Fundac), cujos representantes conversaram nesta quarta-feira (5) sobre a ação de ressocialização.

O presidente da Fundac, Noaldo Meireles, destacou o pioneirismo da iniciativa. “Mais uma vez o governador Ricardo Coutinho, com sensibilidade social, inova. Uma inovação que merece toda a admiração da sociedade paraibana. A chegada do Prima ao Edson Mota traz dois grandes resultados: a reinserção desses jovens na sociedade e, acima de tudo, a formação cidadã desses jovens, dando-lhes novos horizontes. Com o Prima, eles sairão ainda mais aptos para voltar a conviver em sociedade”, afirmou.

O secretário da Cultura, Lau Siqueira, disse que outras ações paralelas ao Prima serão adotadas. “É preciso que esses jovens tenham cada vez mais oportunidades, tenham um tratamento humanizado. Paralelamente à instalação desse polo do Prima, vamos instalar pontos de leitura em todas as unidades, desenvolver atividades, a exemplo de saraus, propiciando a eles o sentimento de inclusão e a oportunidade de reescrever uma nova história”, destacou.

Motivação – A diretora-geral do Prima, a maestrina Priscila Santana, destacou que um dos objetivos da chegada do Projeto a uma unidade socioeducativa é muito mais que aprendizagem musical. “O mais importante é que o aluno se sinta motivado a pegar essa oportunidade como uma oportunidade de mudança, e não apenas um instrumento que ele vai aprender a tocar. Esse é o nosso objetivo”, pontuou.

Priscila disse ainda que a experiência de inclusão social do Prima irá contribuir ainda mais para a reinserção dos jovens do Centro Socioeducativo Edson Mota na sociedade. “São filosofias que se agregam. Inclusão social é dar oportunidade a quem não teve, a quem não está tendo. Esses jovens não tiveram oportunidade. Então, oferecer essa oportunidade de mudança para eles é um sonho realizado”, afirmou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar