Polícia prende mãe e padrasto acusados de torturarem criança de 7 anos em Boqueirão

A Polícia Civil, por meio da Boqueirão, sob o comando do Delegado seccional Iasley Almeida, acaba de dar cumprimento aos mandados de prisão preventiva em desfavor do casal Maria Aparecida Sousa Silva e Edilson Cosme Albuquerque, acusados de torturar e espancar uma criança de apenas 7 anos na cidade de Boqueirão.

As informações da prisão e os crimes pelos quais os suspeitos serão indiciados serão divulgados pelo delegado Iasley Almeida, que concederá coletiva de imprensa às 10h30 na sede da 11ª Delegacia Seccional, em
Queimadas.

Entenda

Uma criança de 7 deu entrada no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, em estado de desnutrição e com ferimentos no dia 10 de julho, à noite. De acordo com a Polícia Civil, a criança estaria sofrendo maus-tratos praticados pela mãe e seu padastro, em Boqueirão.

Conforme o laudo do Numol (Núcleo de Medicina e Odontologia Legal), já entregue à Polícia Civil, existem lesões abertas e cicatrizadas, comprovando que a criança foi agredida por um longo período de tempo. No momento do exame o menino estava muito debilitado, desnutrido e com um quadro de anemia profunda.

Comente