Polícia cumpre mandados de prisão relacionados ao caso Marielle

Policiais civis do Rio de Janeiro cumprem nesta quinta-feira (13) mandados de prisão e de busca relacionados aos assassinatos de Marielle Franco e de seu motorista, Anderson Gomes. Os mandados judiciais são contra suspeitos diretamente envolvidos no crime, segundo informou ao UOL integrante da cúpula da Secretaria de Segurança.

Os mandados judiciais são cumpridos em endereços na zona oeste carioca, Angra dos Reis, Petrópolis e Juiz de Fora (MG).

A reportagem do UOL procurou o delegado titular da Divisão de Homicídios, Giniton Lages, mas ainda não obteve retorno. A Polícia Civil informou que se pronunciará em breve sobre a ação policial.

Marielle e Anderson foram mortos a tiros no dia 14 de março na região central do Rio. Eles retornavam para a casa da vereadora do PSOL após uma reunião política na Lapa, bairro do centro da capital fluminense.

As investigações correm sob sigilo e vêm sendo questionadas porque o caso não foi elucidado nove meses após o crime.

Em novembro, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, havia afirmado que não há garantias de que o crime conseguirá ser elucidado ainda este ano. Segundo Jungmann, “existiria uma grande articulação envolvendo agentes públicos, milicianos e políticos” atuando para impedir a resolução do caso. “Eu diria que [o envolvimento deles no crime] é mais do que uma certeza”, disse. Informações do UOL.