PMJP alega que ESFs descredenciadas não eram habilitadas e sequer existiam; leia a nota

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através de nota divulgada na manhã desta terça-feira (3), negou que as 171 equipes de saúde da família (ESF) que foram descredenciadas pelo governo federal, através de portaria publicada nesta segunda (2), estivessem habilitadas para servir à população. Segundo a Secretaria de Saúde do município, que elaborou a nota, o descredenciamento se refere, na prática, a equipes que sequer existiam.

Leia a nota na íntegra:

Publicidade
ALPB

NOTA

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de João Pessoa esclarece que, a Rede de Atenção Primária não perdeu nenhuma Equipe de Saúde da Família (ESF). As ESF a que se refere o documento do Ministério da Saúde são as equipes que estavam credenciadas, mas não habilitadas, ou seja, que não foram implantadas, portando não existiam. Dessa forma, nada muda para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) da Capital.

Atualmente a Rede Municipal de Saúde conta com 200 Equipes de Saúde da Família ativas e habilitadas pelo Ministério da Saúde, distribuídos em 100 prédios na grande João Pessoa, o que representa uma cobertura de saúde da família em 86%, uma das maiores entre as capitais do país.

Desde o início da gestão do prefeito Luciano Cartaxo, em 2013, a rede de saúde recebeu o acréscimo de 18 novas equipes de saúde, que beneficiou cerca de 54 mil pessoas que passaram a ser assistidas. Além das novas equipes, 29 Unidades foram construídas, reformadas e/ou ampliadas na atenção básica.

Nas Unidades de Saúde da Família (USF) são realizadas consultas médicas, odontológicas e de enfermagem, oferecendo também o exame citológico e práticas integrativas e complementares, além de ações educativas e preventivas para os usuários, como também planejamento familiar.

As Unidades de Saúde da Família funcionam de segunda à sexta-feira, das 7h às 11h e das 12h às16h.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]