PM ocupa comunidades e prende suspeitos com armas e drogas na Grande João Pessoa

A Polícia Militar ocupou duas comunidades e prendeu quatro homens com armas de fogo e drogas na região metropolitana de João Pessoa. As ações, que fizeram parte da Operação Trabalhador, aconteceu na tarde dessa última sexta-feira (01). A ocupação de locais estratégicos e intensificação do policiamento para combater os crimes patrimoniais e contra a vida acontece durante todo o feriado.

Na zona sul de João Pessoa, na chamada Comunidade dos Sem Terra, no bairro dos Funcionários, policiais da Força Tática do 5º Batalhão flagraram vários suspeitos que tentaram fugir com a chegada da PM na região. Dois deles foram presos, um estava com um revólver calibre 38 e o outro com um carregador de pistola e munições.

A Polícia Militar suspeita que eles integravam um grupo criminoso que iriam praticar vários delitos no feriado. Com a ação da PM, a dupla foi encaminhada para a Central de Flagrantes, onde a participação deles em delitos que vinham acontecendo na região será investigada.

Já no município de Bayeux, policiais da Força Tática da 4ª Companhia Independente desarticularam um ponto de tráfico e prenderam dois suspeitos no bairro Alto da Boa Vista. A dupla estava com pistola, várias quantidades de drogas, como tabletes de substância similar à maconha, crack, cocaína, e materiais usados no tráfico como balança, dinheiro e saques para fracionamento e distribuição dos entorpecentes.

O material e os suspeitos presos foram apresentados na Central de Flagrantes para os procedimentos cabíveis.

Outras ações – A Operação Trabalhador acontece para reforçar a segurança na Paraíba com barreiras policiais, ocupação de locais estratégicos, incursões e outras atividades, além das fiscalizações relacionadas à prevenção do contágio do Covid-19.

A Operação segue até a madrugada da próxima segunda-feira (4), e tem ações norteadas pelas Coordenadorias de Inteligência e Estatística da PM, e pelas denúncias feitas ao número 190.

Comente