Piloto de avião é preso pela PF suspeito de atuar no tráfico de drogas, em JP

Durante a operação, foi executado um mandado de prisão temporária e de busca e apreensão, resultando na apreensão de equipamentos eletrônicos, documentos e veículos

A Polícia Federal prendeu, nesta quarta-feira (15), em João Pessoa, um piloto de avião durante as Operações Sordidum e Prime, que visam desmantelar organizações criminosas envolvidas em tráfico internacional de drogas e armas, evasão de divisas, falsificação de documentos públicos, tortura, entre outros delitos.

Durante a operação, foi executado um mandado de prisão temporária e de busca e apreensão, resultando na apreensão de equipamentos eletrônicos, documentos e dois veículos.

As operações foram realizadas simultaneamente nos estados de Alagoas, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraíba, São Paulo e no Mato Grosso do Sul, com mandados sendo cumpridos em Dourados.

O grupo sob investigação é acusado de enviar drogas para países da América Central, com indícios de transporte de pelo menos seis toneladas de cocaína ao longo de três anos de investigação.

Para movimentar e esconder ativos e valores, o grupo utilizava doleiros operando na fronteira do Brasil com países vizinhos, além de criar empresas de fachada, negócios fictícios e laranjas.

No total, 273 agentes da Polícia Federal foram destacados para executar 64 mandados de busca e apreensão, 25 de prisão preventiva, 11 de prisão temporária, além do sequestro de aproximadamente 90 imóveis e o bloqueio de bens e valores de cerca de 80 pessoas e empresas implicadas.