PF investiga prefeitura que desviou dinheiro da Saúde durante pandemia, na PB

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (1) a segunda fase da Operação Falsa Imagem, com objetivo de desarticular esquema criminoso de fraude contra licitação para contratação de serviços de ultrassom, realizada durante o período da pandemia pela Prefeitura de Juazeirinho, interior do estado.

Foram expedidos três mandados de busca e apreensão pelo Tribunal Regional Federal da 5a Região, destinados à sede de Prefeitura e às Secretarias de Saúde e de Administração.

Com esta fase, a Polícia Federal busca identificar participação de agentes públicos nos desvios que causaram prejuízos ao erário e aos pacientes.

A primeira fase desta operação ocorreu no dia 19 de setembro e o contrato investigado custou aos cofres públicos R$ 64.000,00, com parcela dos recursos oriunda do Fundo Municipal de Saúde.

A suspeita é de que tenha sido utilizada empresa existente somente no papel para simular a apresentação de propostas e justificar o contrato celebrado com a empresa vencedora.