PF da Paraíba deflagra operação contra fraude de R$ 4 mi em benefícios no INSS

Delitos foram cometidos com a expedição de documentos falsos para a obtenção dos benefícios. Condutas são tipificadas como estelionato

A Polícia Federal na Paraíba, através da Delegacia de Repressão a Crimes Previdenciários (Deleprev) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (9), a operação Capim Fértil, que visa a desarticular crimes previdenciários ocorridos em detrimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Os delitos foram cometidos com a expedição de documentos falsos para a obtenção de benefícios previdenciários. Um proprietário rural no município de Capim emitiu declarações inverídicas de que pessoas que nunca trabalharam em suas terras haviam sido trabalhadores na propriedade, fazendo jus, assim, a benefícios rurais previdenciários. Mais de 60 declarações para empregados rurais foram emitidas.

As condutas investigadas, em tese, são tipificadas como estelionato qualificado, sem prejuízo de outros delitos eventualmente verificados com o decorrer do inquérito.

A operação foi deflagrada por policiais federais e servidores da Força Tarefa Previdenciária e Trabalhista, do Ministério da Economia, com o cumprimento de dois mandados expedidos pela Justiça Federal da Paraíba. O prejuízo estimado com as fraudes é de R$ 4 milhões.

Comente