Publicidade
Economia

Pesquisa mostra que 20% dos pequenos empresários atrasaram algum pagamento por mais de três meses em 2018

Além dos custos com o pagamento do décimo terceiro e outras despesas características dessa época, o final de ano também traz para os empresários a necessidade de fazer uma análise sobre o desempenho de seus negócios ao longo do ano. Foi o que propôs uma pesquisa realizada pelo Sebrae nacional com 5,8 mil micros e pequenos empresários de todos os estados brasileiros, incluindo a Paraíba, que avaliaram a situação de suas empresas no final de 2018.

Entre os itens que integram a pesquisa, um deles abordou a questão do atraso de pagamentos durante 2018. Segundo os números, 24,7% dos entrevistados ouvidos admitiram que este ano atrasaram algum pagamento por mais de três meses. Quando a pergunta foi se o empresário estava, no momento da entrevista, com algum débito pendente há mais de três meses, 15,2% responderam que sim.

Quanto aos motivos para o atraso, 90,7% dos empresários com algum débito atribuem à pendência financeira a crise econômica, enquanto que todos os demais motivos citados, como problemas bancários, falha de comunicação com o credor ou esquecimento, somam apenas 8%.

Para a analista do Sebrae Paraíba e gestora dos projetos de serviços financeiros da instituição, Márcia Timotheo, os dados sobre atraso de pagamentos podem refletir, em parte, falhas no controle de pagamentos e do fluxo de caixa da empresa. Por essa razão, segundo ela, é fundamental ter uma boa gestão financeira do negócio, para evitar que os atrasos tragam complicações financeiras ainda maiores, como o acúmulo de juros e multas.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Mostrar mais

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Bloqueador de Anúncios detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios