Pesquisa da UFPB aponta subnotificação de 58% de casos da Covid-19 na PB

De acordo com a pesquisa, o número de casos estimados no estado é 125.097, uma diferença de 72.389 dos casos oficiais

O Laboratório de Inteligência Artificial e Macroeconomia Computacional (Labimec), da Universidade Federal da Paraíba (UFPG) divulgou, nesta segunda-feira (6), levantamento que aponta subnotificações de 58% casos de coronavírus na Paraíba.

De acordo com a pesquisa, o número de casos estimados no estado é 125.097. Oficialmente, no período que o levantamento foi realizado, foram notificados 52.708 e 72.389 não foram contabilizados, de acordo com o Labimec.

Os dados divulgados são comparativos realizados até 21 de junho. Na pesquisa também foram analisadas as cidades paraibanas que tem um número superior a 10 óbitos. De acordo com o Labimec, foi constatado que a cidade que apresenta a maior subnotificação é Santa Rita, que fica localizada na Região Metropolitana de João Pessoa, com 86%.

Oficialmente, o município registrou 1.337, mas, de acordo com o labotatório, o número de casos estimados em Santa Rita seria 9.550, uma diferença de 8.213 infectados.

Bayeux é a segunda cidade da Paraíba com maior índice de subnotificações de casos, a estimativa é de 84%, com isso, podem existir 5.825 pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus no município. Oficialmente foram registrados 932 casos da Covid-19 na cidade.

João Pessoa tem uma subnotificação, de acordo com a pesquisa, de 65% enquanto Campina Grande e Guarabira têm 50% e 8%, respectivamente, são as cidades com menor índice de subnotificação.

De acordo com o Labimec, todos os municípios da análise apresentaram uma redução na subnotificação. Em um comparativo com os dados da subnotificação apresentados nos boletins anteriores, a Paraíba apresentou uma redução da subnotificação, saindo de 65% (21 de junho) para 58% (05 julho). De acordo com o laboratório, isso se deve, em função da evolução da epidemia e um melhor ajuste da taxa de letalidade em relação a taxa de letalidade geral da doença no Estado da Paraíba.

Confira os dados

View this post on Instagram

Hoje trazemos a atualização da subnotificação para os dados até 21 de junho. Analisando as cidades paraibanas que tem um número superior a 10 óbitos, constata-se que a cidade que apresenta a maior subnotificação é Santa Rita, com 86% de subnotificação, assim é possível que exista 9.550 pessoas que foram infectadas, um quantitativo quase 9 vezes superior ao número de casos oficialmente notificados. Bayeux é a segunda cidade da Paraíba com maior índice de subnotificações de casos, estimamos que tenha 84% de subnotificação, com isso, podem existir na cidade 5.825 pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus. Campina Grande e Guarabira têm 50% e 8%, respectivamente, e são as cidades com menor índice de subnotificação. Todos os municípios da análise apresentaram uma redução na subnotificação. No estado da Paraíba é possível que exista 58% de subnotificação de casos de COVID-19, isso leva, a um valor real de 125.495 pessoas infectadas, que corresponde a número 2.38 vezes maior que o número oficial de casos, que corresponde a 52.708. Fazendo uma comparação com os dados da subnotificação apresentados nos Boletins LABIMEC COVID-19 anteriores, a Paraíba apresentou uma redução da subnotificação, saindo de 65% (21/06/2020) para 58% (05/07/2020), isso se deve, em função da evolução da epidemia e um melhor ajuste da taxa de letalidade em relação a taxa de letalidade geral da doença no Estado da Paraíba. Confere os dados: @fapesq_pb #Labimec #Covid-19 #Subnotificação

A post shared by LABIMEC – UFPB (@labimec) on

Comente