Pequenos negócios: empreendedores planejam realizar investimentos e contratações em 2020

Protagonistas na geração de novos postos de trabalho em todo o país no ano de 2019, com 731 mil vagas criadas entre janeiro e dezembro, os pequenos negócios pretendem continuar realizando novas contratações em 2020. É o que indica Sondagem Conjuntural realizada pelo Sebrae Nacional, que ouviu 2.992 empreendedores de todo o Brasil, com o objetivo de conhecer as suas expectativas para o ano de 2020.

De acordo com a pesquisa, 40,9% dos entrevistados afirmaram que pretendem realizar contratações ao longo do ano, enquanto apenas 2,1% disseram que devem realizar demissões em 2020. Ainda conforme os números, 24,4% declararam que não pretendem contratar nem demitir, 7,1% informaram que planejam substituir alguns funcionários, 1,2% ainda não sabe ou não respondeu e outros 24,4% relataram não possuir funcionários.

Considerando os números por setor, a Sondagem Conjuntural indica que as maiores perspectivas de contratação estão nos setores da construção civil e da indústria. Conforme os dados, 48% dos empreendedores entrevistados que atuam na construção civil pretendem contratar ao longo de 2020. Já entre os entrevistados do setor da indústria esse percentual foi de 41%. Já no comércio e no setor de serviços, os percentuais de empresários que pretendem contratar em 2020 foram de 39% e 37%, respectivamente.

Além das perspectivas dos empreendedores sobre novas contratações, a Sondagem Conjuntural realizada pelo Sebrae também traz informações sobre a possibilidade de investimentos ao longo do ano de 2020. Segundo os dados, 65,5% dos entrevistados afirmaram que pretendem realizar novos investimentos em seus negócios, 32,8% disseram que não possuem essa intenção, enquanto 1,7% ainda não sabe ou não respondeu.

Ao analisar esses dados por setor, o levantamento revela que os empreendedores da construção civil e do comércio são os mais propensos a realizarem novos investimentos em suas empresas durante o ano. De acordo com os números, 70% dos empresários entrevistados da construção civil pretendem investir, seguidos por 67% do comércio, 66% dos serviços e 59% do setor da indústria.

Para a gerente da Unidade de Estratégia do Sebrae Paraíba, Ivani Costa, as perspectivas dos empreendedores são positivas e demonstram, também, a importância de algumas ações que, se adotadas, podem contribuir com o desempenho das empresas. “Se faz importante, para uma retomada da produtividade e do emprego, a implantação de ações voltadas para melhorar a capacidade de gestão e de produção, reduzir desperdício e aprimorar processos em um cenário de transformação digital nos pequenos negócios”, destacou.

Comente