Pela primeira vez na história, Câmara de JP é presidida por uma mulher

Pela primeira vez na história, a Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) tem uma mulher como chefe do Poder Legislativo Mirim. A vice-presidente Eliza Virgínia (Progressistas) assumiu, na nesta terça-feira (9), a presidência da Casa em decorrência da posse do presidente Dinho (Avante) como prefeito da Capital. Ele está substituindo o prefeito Cícero Lucena (Progressistas) e o vice Leo Bezerra (Cidadania), que se ausentaram da cidade em busca de convênios e recursos para a capital paraibana.

“Com muita honra, hoje eu sou a primeira mulher a assumir a Câmara Municipal de João Pessoa. Assumo com um senso de muita responsabilidade, aprendendo com o nosso presidente Dinho, que desde que passou a ocupar o cargo faz uma presidência compartilhada com todos os membros da Casa, sempre se reunindo e colocando os problemas para todos nós. Eu também vou fazer dessa forma, porque eu gosto de compartilhar os problemas para juntos chegarmos a um consenso e uma solução”, garantiu Eliza Virgínia no momento da posse.

Dinho reforçou que a Mesa Diretora da Casa exerce uma gestão compartilhada com todos os membros que a compõem e assegurou que Eliza vai comandar os trabalhos da Câmara com maestria. “Estarei ausente por alguns dias para assumir a missão de estar à frente do Executivo da cidade, na ausência do prefeito e do vice-prefeito, que fazem o gesto de passar o comando para as nossas mãos. Mas, tenho certeza que Eliza conduzirá os trabalhos à frente da Casa Napoleão Laureano com maestria”, afirmou o prefeito interino.

Além de Dinho e Eliza, participaram da transmissão de cargo os vereadores Tarcísio Jardim (Patriota), segundo secretário da CMJP; Emano Santos (PV); Marcílio do HBE (Patriota), Tanilson Soares (Avante) e Toinho Pé de Aço (MDB).