- Publicidade -
Entretenimento

Participante de ‘A Fazenda 11’ diz ter ouvido frase racista vinda da produção: “senta aí, macaca”

Em nota divulgada no final da manhã desta quarta-feira (6), a Record informou que demitiu o funcionário que chamou Sabrina Paiva de "macaca"

Antes da prova do fazendeiro, disputada na noite desta terça-feira (5) em A Fazenda 11, Sabrina disse ter escutado uma ofensa racista de alguém da produção do reality rural da Record.

- Continua depois da publicidade -

Em conversa com Hariany e Andréa Nóbrega, a miss comentou que foi pegar água na cozinha e escutou uma voz vinda do “vidro” que falou “senta aí, macaco”.

“Eu acho que aquilo foi para mim, de verdade. Eu era a única que estava tomando água. Estava todo mundo sentado, aí eu ouvi alguém dizer: ‘Senta aí, macaco’ e um palavrão”, disse Sabrina.

Hariany confirmou: “Ele falou sim, senta aí logo, macaco.” Sabrina complementou: “Juro, no vidro. Eu não estou surda.”

Na sequência, a conversa entre elas foi cortada e foi mostrado os peões na sala. Mais tarde, Sabrina ganhou a prova do fazendeiro em disputa com Andréa e Thayse.

No Twitter, os internautas logo começaram a cobrar uma atitude da Record para apurar e punir o caso. A hashtag Sabrina merece respeito se tornou um dos assuntos mais comentados da rede social.

“Racismo é crime. @recordtvoficial achem o dono dessa voz!”, disse um internauta.

Em nota divulgada no final da manhã desta quarta-feira (6), a Record informou que demitiu o funcionário que chamou Sabrina Paiva de “macaca” em A Fazenda 11. A emissora se posicionou 11 horas após a modelo ouvir o comentário de cunho racista vindo de trás dos espelhos do cenário, onde estão posicionados os cinegrafistas do reality show. Por se tratar de ofensa racial, a ex-Miss São Paulo terá o direito de processar o autor da injúria.

“Imediatamente ao fim do programa, a produtora Teleimage (que presta serviços à Record TV e é a contratante do operador de câmera), identificou o ofensor. Ele foi repreendido e teve seu contrato de trabalho rompido sumariamente”, afirmou a emissora.

A Record disse ainda que dará suporte jurídico necessário para a modelo caso ela queira fazer uma representação legal ao ofensor –que não teve sua identidade revelada.

A assessoria de Sabrina também se posiconou sobre o caso por meio do perfil da modelo no Instagram. A família encaminhou uma nota ao Ministério Público para que providências sejam tomadas e pediu também que o funcionário tenha sua identidade exposta.

Fazendeira da semana, Sabrina foi chamada até a dispensa para pegar o comunicado oficial da Record e ler para todos os peões. Visivelmente abalada, ela se engasgou em alguns momentos e ganhou o apoio de seus colegas. Veja o vídeo:

Sabrina lendo o comunicado do racismo para os participantes! FORÇA LENDA! #AFazenda11 pic.twitter.com/L1yuNIdJzT

— Gio👨🏽‍💻 (@TeamGiovanneBR) November 6, 2019

“Quando ouvi, fiquei muito mal. Fui fazer a prova ainda”, desabafou. Hariany Almeida confortou a colega com um abraço emocionado e Andréa Nóbrega a aconselhou a esfriar a cabeça para conseguir fazer a denúncia. Com informações da Folha de São Paulo.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar